Supondo que você esteja entre os milhões que já assistiram à segunda temporada de The Umbrella Academy na Netflix, você provavelmente sentiu uma dor de cabeça por causa de todas as reviravoltas que os Hargreeves encontraram.

E sim, você provavelmente terminou a temporada com mais perguntas do que começou, porque os minutos finais da segunda temporada foram chocantes de uma forma que ninguém poderia ter previsto.

Com alguma sorte, a Netflix seguirá em frente e dará luz verde à terceira temporada de The Umbrella Academy mais cedo ou mais tarde, apenas para que os fãs possam começar a pensar sobre quando obteremos todos os detalhes sobre o recém-morto Ben Hargreeves (Justin H. Min) e sua equipe da Sparrow Academy.


Enquanto esperamos, ainda existem muitos mistérios da segunda temporada para digerir.

Acontece que o ator da série, David Castañeda, e o produtor de The Umbrella Academy, Steve Blackman, recentemente revelaram ao Digital Spy um verdadeiro mistério digestivo da segunda temporada do seriado: o que a turma estava realmente comendo naquela cena do oitavo episódio, com os personagens comendo cérebros.

Para um pouco de contexto, aquela cena mostrou Vanya (Ellen Page) sendo torturada pelo FBI sob a influência de LSD.

Também a mostrou cavando profundamente em sua própria psique em busca de potenciais memórias condenatórias de sua vida antes do salto no tempo para 1963.

Essas memórias literalmente vieram servidas em um prato para Vanya que, em um momento de pura catarse alucinógena, teve um jantar familiar de cérebro que é bizarro até mesmo para os padrões dos Hargreeves.

Pela entrevista com o Digital Spy, agora sabemos que os cérebros comestíveis servidos como prato principal para aquele jantar foram de fato feitos sob encomenda para o elenco de The Umbrella Academy. Também sabemos que os pratos nojentos eram uma espécie de gelatina.

Cérebros comestíveis

Embora Blackman e Castañeda tenham confirmado a natureza gelatinosa do prato, ainda há algum debate sobre qual sabor exato da gelatina com a qual esses cérebros foram feitos.

Parece, no entanto, que os rígidos hábitos alimentares dos membros do elenco de The Umbrella Academy foram realmente levados em consideração e, de acordo com Castañeda, o prato final foi aparentemente uma mistura vegana à base de leite de coco.

“Acho que era gelatina de leite de coco”, disse ele.

“Porque eu acho que alguns eram veganos, então não podíamos ter laticínios.”

O ator continuou dizendo que não gostou particularmente do prato, observando: “Não era doce. Não era nada saboroso. Eu não desejaria que meu pior inimigo tentasse provar isso.”

De sua parte, Steve Blackman tem menos certeza de qual era o sabor do cérebro.

“Era, eu acho, uma gelatina de limão, sem glúten. Eu não sei. Era uma coisa que descobrimos que todos comeriam.”

Embora Blackman não pudesse atestar o sabor dos cérebros, ele ficou tão desanimado com a aparência dos pratos quanto qualquer outra pessoa, e ficou muito orgulhoso de seu elenco por ter insistido.

“Não sei se o gosto era ruim”, ele disse.

“Parecia nojento. Então foi uma cena muito divertida. Eles olharam para os cérebros pela primeira vez no set e tiveram que comê-los. Eles são guerreiros. Todos eles comeram aquele cérebro de gelatina e não reclamaram.”

Agora que temos uma resposta para um dos mistérios mais nojentos da segunda temporada de The Umbrella Academy, os fãs querem saber o que a equipe de apoio usou para fazer a grotesca caixa de globos oculares em que os pés de Vanya ficaram presos durante a mesma cena.

A segunda temporada de The Umbrella Academy já está disponível na Netflix.