Alerta de spoilers!

Um dos personagens mais marcantes de Vikings é o ex-monge Athelstan. Infelizmente, ele acaba morrendo pelas mãos de Floki, após muita discórdia entre os dois.

Desde então, ele chegou a aparecer em alguns breves flashbacks e visões, mas nada muito significativo. Com a parte final da última temporada iminente, fica a questão: ele voltará ao seriado?

Infelizmente, não há informação concreta sobre aparição do personagem no futuro da série, mas tendo em vista a importância do seu filho, Alfred, é possível que ele dê as caras em algum tipo de visão.


Alfred, que esteve ausente recentemente na série, deve retornar para os capítulos finais, possivelmente aparecendo na batalha contra Ivar.

Com isso, é possível que ele veja Athelstan em dado momento, nesse fim de Vikings.

Desde que saiu da série do History, o intérprete do personagem, George Blagden, participou de inúmeras outras séries, incluindo outras produções de época. Seus trabalhos recentes incluem: Versailles, Black Mirror e The Land of Dreams.

Substituta de Vikings na Netflix

Vikings se tornou um sucesso absoluto ao trazer uma abordagem épica para uma trama histórica. Com 6 temporadas, o seriado, que está na Netflix, também se tornou referência nesse segmento.

Porém, como os fãs sabem, Vikings está com os dias contados. A história dos filhos de Ragnar está perto de acabar.

A 6ª temporada ainda precisa uma segunda parte. Esses episódios serão os últimos de Vikings – com previsão para o final de 2020.

Com isso, com certeza, os fãs sentirão falta de uma trama como essa. Vikings terá uma derivada, mas ainda deve demorar um pouco para chegar.

Por sorte, a Netflix lançou uma nova opção para os fãs de Vikings. A série se passa em um período histórico diferente, mas promete agradar a todos.

A Netflix lançou a série francesa La Révolution. A trama aborda a Revolução Francesa, mas com alguns elementos extraordinários.

A série da Netflix começa em 1787, quando um vírus começa a assustar a aristocracia francesa. O futuro criador da guilhotina, Joseph Ignace Guillotin, percebe que ele continua a avançar.

Porém, o que acontece é que esse vírus, que deixa o sangue das pessoas azul, pode ser a causa da revolução. Ele faz que os infectados comece a se atacar. Mesmo com esse elemento criado para trama, La Révolution promete trazer drama e batalhas épicas, como em Vikings.

O trailer mostra os combates que podem acontecer na série, além de toda tensão ao redor da Revolução. Fora isso, os figurinos e o cenário se destacam, colocando os espectadores no final do século 18.

“Nesta releitura fictícia da Revolução Francesa, uma misteriosa doença assola a França, levando a um conflito brutal entre rebeldes e aristocratas”, diz a sinopse da Netflix.

La Révolution está disponível na Netflix.