Publicidade

Conheça a série com cenas de sexo mais perturbadoras que 365 DNI da Netflix

Publicado por Redação

23/11/2020 20:30

Lançada pela Hulu, a série A Teacher está causando grandes discussões e debates ao retratar um tema extremamente desconfortável. A produção é protagonizada por Kate Mara (American Horror Story, Quarteto Fantástico) e Nick Robinson (Com Amor: Simon, Jurassic World).

A Teacher acompanha a história de Claire, uma professora de ensino médio que se envolve em um relacionamento extremamente inadequado e ilegal com um de seus alunos, Eric.

Por se tratar de uma série que fala de um assunto bastante delicado – a sedução de menores de idade por pessoas em posições de poder – a produção conta com inúmeras cenas desconfortáveis e perturbadoras, muito mais do que a “pornografia” de 365 DNI, polêmico filme da Netflix.

Confira abaixo tudo sobre a nova produção!

Relação incômoda

Primeiramente, vale salientar que nenhum dos envolvidos em A Teacher é menor de idade. Kate Mara, intérprete da professora, tem 37 anos. Nick Robinson, embora interprete um estudante de ensino médio, tem 27 anos.

Em uma entrevista ao site Entertainment Weekly, a atriz falou sobre a gravação das cenas mais pesadas, e discutiu como os atores se prepararam para contar uma história tão incômoda.

“Tivemos algumas semanas para ensaiar, e com isso pudemos discutir a dinâmica dos nossos personagens e concluir como seria nossa preparação para a filmagem das cenas mais difíceis. Sempre me senti muito confortável com o Nick, e desde o início tivemos uma grande confiança mútua”, contou Mara.

A Teacher é baseada no filme de mesmo nome, lançado em 2013 e produzido por Hannah Fidell, que também atua como roteirista e showrunner da nova produção da Hulu.

Sobre a gravação em si das cenas de sexo, Kate Mara afirmou que a química e confiança com Nick Robinson foi essencial e deixou tudo mais fácil.

“Ficávamos gargalhando durante a gravação das cenas mais desconfortáveis, e isso tornou tudo mais leve”, contou a atriz.

Na Netflix, 365 DNI também é um filme que causou grande polêmica por suas cenas de sexo – porém por um motivo completamente diferente.

Após afirmarem que 365 DNI glamouriza o abuso sexual, um grupo de assinantes da Netflix tomou uma decisão drástica. Foi criada uma petição que exige a retirada do filme da plataforma, e o documento já foi assinado por mais de 100 mil pessoas.

O abaixo-assinado afirma que 365 DNI glamouriza o estupro e a violência sexual, além de ignorar completamente o comportamento predatório de Massimo em nome de um maior teor erótico.

“A natureza questionável do filme se torna evidente nos primeiro minutos, na cena em que o protagonista força um ato sexual em uma funcionária de seu jatinho particular. Ela aparece relutante, mas ele não desiste e a prende no fundo do avião. No final do encontro sexual, ela é mostrada com lágrimas nos olhos. E o filme só piora a partir desse momento”, afirma a petição.

A Netflix não atendeu a petição e 365 DNI continua disponível na plataforma – e deve inclusive ganhar uma sequência.

A Teacher já está disponível para assinantes da Hulu.

Publicidade