Os comentários em uma publicação de conta oficial do príncipe Charles e Camilla no Twitter foram desativados em razão de ataques nos comentários. A publicação traz mensagens que alegam que o membro da realeza britânica traiu Diana Spencer com Camilla. Tais ataques começaram após a estreia da quarta temporada de The Crown, na Netflix

Muitos comentários trazem apenas o nome de Diana, acompanhado de emojis de coração. Enquanto outros são ofensivos, falando sobre a aparência de Camilla.

“O dinheiro pode comprar roupas e joias extravagantes, mas não a classe, o charme ou a presença magnética de Diana. Você nunca pode substituí-la em um milhão de anos. Ela é nossa princesa, agora e para sempre!”, comentou uma pessoa.


“Camila: o mundo te odeia. Princesa Diana para sempre”, escreveu outra pessoa.

“Vergonha de você para sempre, Camilla”, comentou mais um seguidor.

Uma biografia autorizada de Charles diz que ele começou o caso apenas em 1986, cinco anos depois de ter se casado. Charles e Diana permaneceram legalmente casados entre 1981 e 1996.

Harry em apuros por causa da Netflix?

O príncipe Harry e Meghan Markle causaram muita polêmica ao deixaram a família real para perseguirem seus próprios sonhos. Pouco após, eles assinaram um acordo sem precedentes com a Netflix, que acabou sendo criticado por muitos.

Essas críticas, claro, dizem respeito ao fato da Netflix ter como uma das suas principais séries The Crown, que muitas vezes expõe detalhes sórdidos da família real britânica – sejam eles verdadeiros, ou não.

Alguns especialistas sobre a família real, como o biógrafo da princesa Diana, Andrew Morton, consideram essa relação de Harry com a Netflix irrelevante para o cenário geral.

“O fato de Meghan e Harry terem feito um acordo com a Netflix, que exibe The Crown, é irrelevante – é como dizer que a rainha não deveria usar a BBC para sua transmissão de natal, porque eles exibiram a entrevista do Panorama com a princesa Diana”.

Outros biógrafos, contudo, como Sally Bedell Smith, ficaram desapontados com Harry.

“É um gigantesco conflito de interesses para Harry e Meghan terem um acordo tão lucrativo com a Netflix, a mesma produtora de uma série de TV que se passa como fato, mas é uma versão altamente fictícia da história da família de Harry”.

Hugo Vickers, que escreveu uma biografia da Rainha mãe, Elizabeth, está similarmente desapontado com a aliança de Harry Com a Netflix. Para ele, a Netflix “literalmente comprou um membro da família real”.

O já citado Andrew Morton também considera que a monarquia britânica deveria estar agradecendo a Netflix.

The Crown fez mais para acender o interesse mundial na monarquia britânica do que qualquer televisão na História. Ela tenta e consegue transformar figuras bidimensionais em humanos vivos”.

Em todo caso, parece que The Crown não irá embora tão cedo, tendo se tornado uma das séries de maior sucesso da Netflix.

As quatro temporadas de The Crown estão disponíveis na Netflix.