Arquivo X foi exibida entre 1993 e 2002, com um revival em 2016 a 2018, além de dois filmes lançados em 1998 e 2008. Apesar de terem trabalhado tantos anos juntos, David Duchovny e Gillian Anderson, atualmente em Sex Education e The Crown, não estão exatamente em bons termos.

Conforme o Metro UK (via Dylan Parker, do The Things), David culpa o tempo que passaram juntos pela briga entre os dois.

“Familiaridade gera desprezo. Costumávamos brigar sobre nada. Não aguentávamos mais um ao outro”, disse o astro.


Briga entre colegas

Os fãs começaram a perceber a briga em 1997, quando Gillian Anderson esqueceu de agradecer David e os criador de Arquivo X ao ganhar o Emmy pelo seu papel como Scully.

Posteriormente, ela usou uma página inteira da Variety para agradecê-los, além do restante da equipe e elenco.

Um ano antes disso, contudo, David Duchovny falou sobre a tensão entre os dois em um livro.

“Não passamos tempo juntos. Estamos cientes de que, a qualquer momento, o outro pode se tornar um humano psicótico por causa da alta demanda que nos é colocada, os dias de trabalho de 16 horas. Então sei quando ela está cansada e irritada e ela sabe o mesmo sobre mim. Temos grande respeito por isso”.

Ao ganhar o Globo de Ouro, dois anos mais tarde, Duchovny elogiou Gillian, a chamando de uma ótima colega de elenco. Mas em entrevistas ele sugeriu estar frustrado com a atriz.

De toda forma, até hoje os dois permanecem um tanto distantes um do outro. Eles já trabalharam juntos nos já citados revivals, mas não são vistos socialmente fora do set. Certamente ainda existem certas mágoas enterradas.

Atualmente, Gillian Anderson vive Margaret Thatcher em The Crown, da Netflix. Já o papel mais recente de David Duchovny foi em Jovens Bruxas: Nova Irmandade.