Publicidade

O Gambito da Rainha esconde segredo no fim que fãs da Netflix não viram

Publicado por Victor Carvalho

19/11/2020 17:30

Na cena final de O Gambito da Rainha, Beth Harmon está vestindo uma roupa memorável toda branca que representa o final de seu arco narrativo, transformando-a em uma rainha. A minissérie da Netflix é um drama dirigido por personagens que segue a ascensão da prodígio do xadrez, Beth Harmon.

O seriado é aclamado pela crítica, recebendo elogios por sua narrativa compacta, personagens totalmente desenvolvidos e rico conteúdo simbólico – como sua capacidade de comunicar o mundo interior de Beth por meio de suas escolhas de roupas.

O Gambito da Rainha segue a rivalidade de Beth Harmon com o Grande Mestre do xadrez russo Vasily Borgov. O programa começa com seu início humilde – e trágico – como uma órfã que aprende a jogar xadrez com o zelador do orfanato, Sr. Shaibel.

Quando Shaibel observa seus talentos naturais, ele promove suas habilidades e a incentiva a continuar jogando competitivamente, mesmo que seja um esporte dominado pelos homens.

Quando Beth é uma criança em O Gambito da Rainha, ela é interpretada por Isla Johnston (e nas primeiras sequências de flashback, Annabeth Kelly).

Na maior parte da série, no entanto, Beth é interpretada por Anya Taylor-Joy. A passagem do tempo é representada pela transformação de Beth de uma adolescente desajeitada em uma mulher sofisticada e polida.

Embora seu crescimento seja representado em parte pelos gestos sutis de Taylor-Joy, a evolução é mais obviamente representada pela mudança na aparência externa de Beth – especialmente seu guarda-roupa inspirado no xadrez.

Segredo na roupa

Quando era uma jovem adolescente, Beth mostra interesse por moda, usando seus ganhos no xadrez para comprar roupas para si mesma. Os vestidos (e sapatos) preto e branco são um claro reflexo do amor de Beth pelo padrão preto e branco do tabuleiro de xadrez – na verdade, um de seus vestidos favoritos parece ser o xadrez que ela usa para competir.

Outras vezes, ela usa conjuntos com duas cores distintas. Quando não está em dois tons, ela costuma usar itens com estampas geométricas.

Ainda assim, na cena final de O Gambito da Rainha, sua roupa assume um significado totalmente novo: o chapéu branco (com seu formato distinto), casaco, calças e botas representam não o tabuleiro de xadrez, mas uma peça em particular, a rainha.

A silhueta de Beth em sua cena final é semelhante à da peça de xadrez da rainha para simbolizar suas realizações.

Tendo acabado de derrotar o atual Grande Mestre Borgov em seu país natal, a Rússia, Beth alcançou a classificação mais alta para um jogador, semelhante a como a rainha é a peça mais poderosa do jogo, e sua captura vale mais pontos (além do rei, claro, o que encerra o jogo).

O visual todo branco de Beth também reflete como ela amadureceu como jogadora. Seu arco narrativo em O Gambito da Rainha termina com sua vitória – não apenas sobre o jogo, mas também sobre seus próprios vícios e dúvidas.

Publicidade