A morte do Dr. Lawrence Kutner deixou os fãs de House chocados e tristes. No seriado, ele morreu por suicídio.

Isso lançou o Dr. House e seus colegas em uma espiral negativa que afetaria seus arcos de personagem significativamente.

Embora os fãs tenham ficado tristes com a saída do personagem, eles ficaram felizes com o ator.


Kal Penn acabou conseguindo um emprego de prestígio no governo e pediu aos produtores da série que o rescindissem. Essa posição potencial era tão importante que eles concordaram.

Da TV para a Casa Branca

Penn deixou seu grande papel em House para assumir um cargo no governo Obama, conforme relatado pelo Washington Post.

Ele não era apenas um comediante simbólico. Penn recebeu um cargo de prestígio na administração Obama, como Diretor Associado no Escritório de Engajamento Público da Casa Branca.

Isso significava que Penn fez discursos e até começou apresentações para Michelle Obama em algumas ocasiões. Embora o trabalho viesse com prestígio, não era tão lucrativo quanto atuar. De acordo com Penn, ele aceitou um corte de salário para trabalhar na Casa Branca.

Mas ele é apaixonado por política, então valeu a pena. Penn sempre quis trabalhar no serviço público por toda a vida. Na verdade, sua família tem uma história de ação política. De acordo com Penn, seus avós também eram bastante políticos.

“Eles marcharam com Gandhi no movimento pela independência indiana, e isso sempre esteve na minha cabeça.”

Os avós de Penn o deixaram interessado em política, mas seu trabalho no governo Obama não foi sua primeira incursão no campo. Ele já tinha uma boa experiência política e é formado em Sociologia e Cinema.