Quando Will Smith começou em Um Maluco no Pedaço, ele estava em um período difícil financeiramente. Por isso, dedicou-se consideravelmente ao papel. Agora, ele fez uma revelação surpreendente sobre esses tempos na série.

Conforme matéria de Laura Hurley, no CinemaBlend, Will Smith fazia questão de decorar as falas de todos na série, não apenas as dele.

“Foi meu primeiro papel e eu estava muito, muito focado em ser bem-sucedido, então decorei o roteiro todo e as falas de todo mundo”, revelou Will Smith.


Por causa desse seu hábito, o astro revelou que não consegue mais assistir Um Maluco no Pedaço, porque consegue enxergar a si mesmo mexendo seus lábios como se estivesse dizendo as falas dos outros atores. “É terrível e eu não consigo assistir”.

Felizmente, Will Smith conseguiu lançar sua carreira como ator por meio do sucesso da série. Seus esforços foram recompensados.

Keanu Reeves é fã do pior filme de Will Smith

Will Smith lamenta ter feito um fracasso de bilheteria depois de recusar o papel principal em Matrix, mas Keanu Reeves não achou que fosse tão ruim.

Em uma entrevista de 2019 com a Uproxx, Reeves disse que “gostou” de As Loucas Aventuras de James West, faroeste criticado de Smith.

Durante a entrevista da Uproxx com Keanu Reeves, a discussão voltou-se para o vídeo que Will Smith fez que explicava por que ele decidiu não fazer Matrix.

Reeves não tinha visto o vídeo, então o entrevistador explicou: “Basicamente, ele sentiu que tinha feito muitos filmes de ficção científica, mas então brincou que ele fez As Loucas Aventuras de James West.”

Keanu Reeves respondeu: “Ei, não, As Loucas Aventuras de James West é bom. Eu gostei de As Loucas Aventuras de James West.”

O entrevistador comentou: “Eu vou mais longe para dizer que não acho que é tão ruim quanto as pessoas pensam que é.”

O ator respondeu: “Não, eu achei que foi bom.”

Keanu Reeves acrescentou: “É bom. Adorei o design de produção, Ted Levine foi o mais incrível… Também há Kevin Kline. Foi bom. Eu gostei.”

As Loucas Aventuras de James West teve direção de Barry Sonnenfeld, que já tinha trabalhado com Will Smith em MIB – Homens de Preto.

O filme foi massacrado por crítica e público, fracassando em bilheteria e sendo lembrado como a pior produção estrelada por Smith.