Publicidade

A história que O Gambito da Rainha não mostra na Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

18/12/2020 06:00

O Gambito da Rainha foi o drama da Netflix mais bem avaliado no IMDB em 2020, chegando à nota máxima. A série acompanha a história de Beth, uma adolescente que se descobre um prodígio do xadrez enquanto mora em um orfanato.

Em sua jornada para se tornar uma enxadrista campeã, Beth – vivida pela excelente Anya Taylor-Joy – enfrenta seus próprios demônios pessoais, além de problemas com álcool e drogas. A série permaneceu por muito tempo entre as mais assistidas da Netflix no Brasil.

O lançamento da produção também fez aumentarem (e muito!) as buscas por xadrez na internet. O mundo inteiro quer saber mais sobre o interessante e intelectual esporte!

O site Insider listou algumas curiosidades sobre o xadrez; confira abaixo!

Nome original

Embora as origens precisas do xadrez ainda sejam debatidas, uma das teorias mais plausíveis afirma que a prática teve origem na Índia, há mais de 1400 anos atrás. O jogo era chamado de “chaturanga”, termo em sânscrito que significa “quatro braços” ou “quatro dimensões”.

Essas quatro dimensões se referem aos elefantes, cavalos, carruagens e soldados do exército indiano. Perto do ano 600 AC, o chaturanga evoluiu como o jogo persa chatrang, que é considerado a primeira versão real do xadrez.

Variações

Nem todo mundo joga xadrez da mesma maneira! Existem mais de 2000 variações do jogo que ainda são praticadas hoje em dia, algumas com peças diferentes e outras com regras diversificadas.

Duas versões bem famosas são o xadrez chinês (xiangqi) e o japonês (shogi). Parte dos estudiosos afirma que a modalidade japonesa teve origem na versão chinesa.

Europa Medieval

Quando o xadrez foi introduzido na Europa – em meados do século XI – membros da nobreza, realeza e forças militares rapidamente foram conquistados pelo jogo.

No entanto, associações da prática com jogos de azar e “pecado” levaram alguns líderes da Igreja a pedir uma proibição do esporte.

Em 1061, um cardeal italiano proibiu a prática de xadrez pelos clérigos, chamando a atividade de “uma frivolidade desgraçada”. O Rei Luís IX também tentou proibir o xadrez na França, mas foi impedido pela popularidade do jogo.

A Rainha

Durante a Era Medieval, as peças do xadrez finalmente assumiram suas formas modernas, refletindo figuras e personagens da sociedade europeia, como reis, cavaleiros, bispos e castelos.

A peça da Rainha – a mais poderosa do tabuleiro – era chamada de Ministro do Rei até o século XV. O nome mudou devido à popularidade e carisma de algumas monarcas europeias, especificamente Elizabeth I da Inglaterra, Isabel I de Castela e Mary da Escócia.

Nos Estados Unidos

O xadrez se popularizou nos recém-criados Estados Unidos graças aos esforços de um dos Pais Fundadores: Benjamin Franklin. O político e inventor era um ávido jogador de xadrez, reconhecendo o papel do jogo na socialização e desenvolvimento do intelecto e estratégias.

Segundo a Organização Americana de Xadrez, “Franklin adorava jogar xadrez por horas, especialmente contra belas mulheres”.

Guerra Fria

Como é mostrado em O Gambito da Rainha, existia uma grande rivalidade entre os Estados Unidos e a União Soviética no mundo do xadrez. O antagonismo refletia todas as outras características da Guerra Fria, marcada exatamente pelo contraponto entre as duas potências.

Em agosto de 1972, o octacampeão americano Bobby Fischer desafiou o campeão mundial Boris Spassky para o que ficou conhecida como a “Partida do Século”. O duelo aconteceu em Reykjavík, capital da Islândia.

“A partida de 1972 mostrou como nunca o papel do xadrez em um conflito diferente – a Guerra Fria”, afirmou o especialista Dominic Lawson, da Federação Inglesa de Xadrez.

Bobby Fischer ganhou a partida, mas a fama e o assédio da imprensa o levaram a manter uma vida cada vez mais solitária e excêntrica. O enxadrista morreu em 2008.

Homem vs. Máquina

Em 11 de maio de 1997, um supercomputador da IBM – chamado de Deep Blue – se tornou a primeira máquina a derrotar um jogador de xadrez humano.

Deep Blue encarou uma partida contra o campeão mundial Garry Kasparov, que até o momento nunca havia sido derrotado.

A partida marcou um ponto de ruptura da história do xadrez. Hoje em dia, ligas de computadores vs. computadores já existem, e softwares de xadrez ajudam jogadores humanos a desenvolverem melhor suas habilidades.

O Gambito da Rainha está disponível na Netflix.

Publicidade