A Lenda de Korra estraga o melhor personagem de Avatar na Netflix

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atenção! Contém spoilers de Avatar: A Lenda de Korra.

Para a alegria dos fãs, a Netflix disponibilizou recentemente Avatar: A Lenda de Korra. A continuação e derivado da saga de Aang já se destaca entre as séries mais vistas da plataforma, e conquista mais uma vez o público brasileiro.

A Lenda de Korra é ambientada décadas depois da conclusão da trama do Dobrador de Ar, e foca desta vez em outra Avatar. Por meio de flashbacks, a animação também explica o que aconteceu com os personagens da série original.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com o site Inverse, A Lenda de Korra estraga completamente uma das melhores personagens de Avatar: Toph.

Confira abaixo os argumentos apresentados pelo site!

A trama de Toph

Toph Beifong foi introduzida na segunda temporada de Avatar como uma Dobradora de Terra extremamente poderosa. Cega de nascença, a personagem consegue usar as vibrações do solo para “enxergar” os arredores.

A primeira temporada de A Lenda de Korra mostra que, após Aang unir o mundo todo e estabelecer a Cidade da República, Toph se torna a primeira chefe de polícia.

Ou, de acordo com a jornalista Linda H. Cogan, “Toph cria os policiais”.

Segundo o site Inverse, a polícia da Cidade da República não é uma versão idílica das forças de segurança da vida real. Pelo contrário, ela lembra muito o que acontece na atualidade, com agentes reforçando leis opressivas e intolerantes.

A polícia chega a cortar a energia de certas partes da cidade sem motivo e sugerir a prisão de manifestantes pacíficos, que protestam contra o dirigente da cidade.

De acordo com o Inverse, a ação da polícia em A Lenda de Korra lembra o que tem acontecidos nos Estados Unidos nos últimos meses. Manifestantes do Vidas Negras Importam foram presos por desrespeitarem um toque de recolher imposto em resposta à ação de um pequeno grupo de saqueadores.

Na capital do país, o presidente Donald Trump usou gás lacrimogênio e violência para dispersar um protesto pacífico, simplesmente para realizar um ensaio fotográfico na frente de uma igreja.

Mas o que tudo isso tem a ver com Toph Beifong? Embora A Lenda de Korra tenha ousado em sua decisão de mostrar a violência policial, a opção dos roteiristas Bryan Konietzko e Michael Dante DiMartino de transformar Toph em um símbolo da opressão sistêmica revela o quão pouco entendem sobre a personagem.

Durante a trama de Avatar: O Último Mestre do Ar, Toph rejeita todas as formas de autoridade. Ela é uma pensadora crítica, e em algumas vezes até mesmo uma criminosa. A ideia de transformá-la com o passar dos anos em uma executora da lei simplesmente não faz sentido.

Aang se torna um líder idealista e humano. Zuko guia seu povo como o novo Senhor do Fogo. Katara se transforma na Dobradora de Água mais poderosa do mundo.

Toph, por sua vez, inventa uma força policial, corrompendo seu caráter e manchando permanentemente sua imagem com o sangue da brutalidade policial, de acordo com o Inverse.

Avatar: A Lenda de Korra está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio