Os fãs de Bridgerton sentiram-se enganados pela Netflix, dizendo que a série não trouxe a representatividade LGBT+ esperada.

O trailer da série indicou que veríamos mais cenas de sexo gay na série, mas a primeira temporada trouxe apenas uma cena com tal representatividade.

A cena em questão mostra Benedict entrando em quarto no qual dois homens estão tendo relações sexuais. Ele acaba fechando a porta e é basicamente isso que podemos ver.


Com isso, os fãs decepcionados consideraram que a Netflix realizou “queer baiting” (basicamente indicando um romance gay que não foi explorado de fato).

Embora isso tenha acontecido, ainda há a esperança da representação mudar nas temporadas futuras, com Benedict engajando em mais relacionamentos gays.

https://twitter.com/guerra_ryan/status/1342997194740297735
https://twitter.com/yettinim/status/1343295852048228354

A reação dos fãs

No Twitter, os fãs da Netflix não estão nada felizes com o seriado de época.

Bridgerton é queerbait, é bom, mas mostraram apenas uma relação queer em um anúncio, foram escritas toneladas de artigos sobre isso, então a cena envolve um personagem que aparece na série por 10 minutos, com um segundo sendo de cena de sexo gay”, tuitou um fã.

“Os héteros ganham uma montagem de sexo de dez minutos e os gays ganham um segundo na tela. Quero um reembolso”, tuitou outro fã.

“5 episódios em Bridgerton e nada de sexo gay ainda?”, escreveu uma fã.

Bridgerton é bom e também é cheio de heterossexualidade”, tuitou mais um fã.

A primeira temporada de Bridgerton está disponível na Netflix.