Chaves vai ganhar uma nova série derivada, além de filme, protagonizado pelo Chapolin Colorado.

O anúncio foi feito pelo filho de Roberto Bolaños, o Chaves, em entrevista divulgada pelo jornal mexicano El Universal.

“Estamos trabalhando em um filme em live action. Tivemos pouco tempo para dar forma a isso, então teremos todo um processo para ver o tamanho que isso pode ter”, Roberto Gómez Fernández.


“Não podemos competir com um filme americano de super-heróis que custa 20 milhões de dólares, mas pode ser uma produção de primeira qualidade”.

O filho do astro de Chaves também falou sobre quem viverá o icônico personagem da televisão mexicana.

“É muito importante que tenha certo reconhecimento, que seja conhecido nos Estados Unidos, que não seja desconhecido e que a representação do personagem seja genial. Não é fácil”.

Fernández ainda falou sobre os planos dos derivados de Chavez.

“Temos algumas possibilidade de criar algo novo sem ser um revival. O que foi feito com o elenco original não pode ser repetido. Há uma história que nunca foi para a televisão: a origem do Chaves. Só saiu em livro (‘El Diario de El Chavo’) e poderíamos explorar as perspectivas dos diferentes personagens da vizinhança”.

Fim de Chaves no SBT

Uma das parcerias mais duradouras da TV brasileira está chegando ao fim. O canal SBT não exibirá mais o programa mexicano Chaves depois de 36 anos.

A emissora teve até o dia 31 de julho para exibir os capítulos do amado programa. O corte não é uma decisão do SBT.

O canal recebeu um comunicado da Televisa, que detém os direitos de Chaves, de que há um “problema” que precisa ser resolvido com o grupo Chespirito. Essa organização é a dona dos roteiros de Roberto Gómez Bolaños, como os de Chaves e também Chapolin – outro programa que deixa de ser exibido no SBT.

“A informação chegou à emissora na última quarta-feira (dia 29 de julho), por notificação da Televisa, emissora mexicana detentora dos direitos da obra produzida, na qual informa que a suspensão é devida a um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias”, diz a emissora em nota para imprensa.

Antes disso, o SBT tinha uma renovação que estava verbalmente acertada.

“O SBT lamenta a decisão, principalmente em respeito ao seu público, que acompanha fielmente os seriados há tantos anos. A emissora continua na torcida para um acordo entre as duas empresas mexicanas o mais rápido possível e, se isto acontecer, teremos o prazer de informar aos fãs de Chaves, Chapolin e Chespirito imediatamente”, finaliza a emissora.