A Netflix divulgou o primeiro teaser trailer do novo projeto dos criadores de Black Mirror, Charlie Brooker e Annabel Jones. 2020 Nunca Mais (Death to 2020) é um especial com nomes de peso, incluindo astros da Marvel e Stranger Things.

O especial de comédia será um falso documentário, que traz imagens da vida real, com especialistas renomados fictícios, falando sobre os eventos de 2020.

Em entrevista à revista New York, Hugh Grant disse que interpretará um historiador. Mas esse não é o único famoso a compor o elenco do especial da Netflix.


O elenco de 2020 Nunca Mais conta com Samuel L. Jackson, Lisa Kudrow, Leslie Jones, Joe Keery, Kumail Nanjiani, Tracey Ullman, Cristin Milioti e Samson Kayo.

“2020: Um ano tão [insira o adjetivo preferido aqui], que até os criadores de Black Mirror não poderiam inventar… mas isso não significa que eles não tem algo a acrescentar. 2020 Nunca Mais é um especial de comédia que conta a história do terrível ano que passou. Esse especial em formato de documentário traz algumas das vozes (fictícias) mais renomadas, com imagens de arquivo dos últimos 12 meses”, diz a sinopse do especial da Netflix.

Levando em conta o que Charlie Brooker e Annabel Jones fizeram em Black Mirror, há de se esperar um humor bem sombrio nessa nova produção.

Ainda não há data de estreia para 2020 Nunca Mais.

Situação de Black Mirror na Netflix

Black Mirror teve a 5ª temporada em junho de 2019. Desde então, os fãs não receberam mais atualizações da série da Netflix.

As últimas informações são de que se acontecerem, novos capítulos devem demorar. O criador de Black Mirror, Charlie Brooker, inclusive, destacou que não sabe se é uma boa ideia ter novos capítulos para 2020 – devido a situação do mundo.

Porém, a falta de Black Mirror na Netflix pode acontecer por outra situação. A imprensa internacional revelou uma situação de bastidores que pode estar atrapalhando o seriado.

Desde 2014, Brooker e a co-criadora de Black Mirror, Annabel Jones, estavam a frente da produtora House of Tomorrow, da Endemol. Eles, porém, deixaram a empresa para ter o próprio acordo com a Netflix.

O problema é que a Endemol ficou com os direitos de Black Mirror. A situação, ao que parece, pode ficar mais complicada.

Atualmente, a Endemol pertence ao grupo Banijay Group. O Banijay afirma estar aberto a continuar com Black Mirror na Netflix.

O problema é que, até onde se sabe, os criadores de Black Mirror podem não ter mais o controle criativo. Com isso, a Netflix poderia apenas costurar um acordo entre todas empresas.

Ou ainda, a Netflix poderia tentar comprar os direitos de Black Mirror. Mas, isso não deve sair barato.

Com isso, futuramente, os fãs podem ter novidades diferentes sobre Black Mirror. Se algum acordo não for costurado, a série pode não voltar ou ainda retornar com controle criativo diferente – o que não agradaria os fãs.

Vale lembrar que, até o momento, a situação sobre a costura de acordos se trata de rumores.

“Esta série antológica de ficção científica explora um futuro próximo onde a natureza humana e a tecnologia de ponta entram em um perigoso conflito”, diz a sinopse.

Black Mirror tem cinco temporadas na Netflix.