Embora a atuação de Lady Gaga indicada ao Oscar em Nasce Uma Estrela seja facilmente a virada mais celebrada do ícone pop na tela, ela também levou para casa o Globo de Ouro em 2016 por seu papel em American Horror Story: Hotel.

Ela interpretou a Condessa. Embora os fãs bajulassem a vampira sedutora, sinistra, egoísta e sugadora de sangue, Gaga não amava a mulher que se tornou enquanto trabalhava na série.

A Condessa era impiedosa e vingativa; ela estava disposta a fazer o impensável – usar a vida das crianças em seu próprio benefício – e se envolver em um comportamento hedonista imediatamente antes ou depois do fato.


Durante uma mesa redonda de atrizes para o Hollywood Reporter, Gaga discutiu sobre a série com Glenn Close, Nicole Kidman, Regina King e mais. Ela explicou que, de todas as suas personagens anteriores, ela não possui o desejo de ter uma reunião com a Condessa.

Personagem detestável

Lady Gaga explicou por que ela não admirava a pessoa que ela se tornou enquanto trabalhava em American Horror Story: Hotel. Ela disse ao Hollywood Reporter:

“Eu não gostaria de me sentar com a Condessa porque quem me tornei naquela época é apenas um ser humano horrível.”

King entrou na conversa para comentar que a Condessa “era uma pessoa fria”, antes que Gaga continuasse:

“Realmente e verdadeiramente, ela é uma vampira horrível. Juro para você que o ser humano que me tornei naquela época… Só quero me desculpar com todos na minha vida. Ela era a personagem mais desavergonhada.”

Lady Gaga continuou explicando que a ação da personagem revelou sua falta de empatia e compaixão – a completa ausência de um coração.

No Brasil, American Horror Story, com Lady Gaga, está agora disponível no Amazon Prime Video.