A série derivada de Batman do HBO Max será o que muitos fãs inicialmente queriam que Gotham da FOX fosse.

A nova versão cinematográfica de Batman está a caminho, com Robert Pattinson definido para retratar o infame Cavaleiro das Trevas da DC. O filme está atualmente em produção em meio à pandemia global, já que o filme de Matt Reeves foi adiado de 2021 para 2022.

Mas, ao contrário dos filmes anteriores do Batman, a reinicialização o está levando a um novo nível como uma franquia. Mesmo antes de Batman chegar aos cinemas, Reeves está trazendo seu universo do Batman para a telinha na forma de um seriado relacionado a Gotham P.D.


O projeto, conhecido como Gotham Central, está em desenvolvimento para o HBO Max e é um grande negócio para a história cinematográfica da DC.

Esta é a primeira vez que um filme da DC se ramifica e lança um derivado na forma de série. Enquanto Terence Winter foi contratado inicialmente como o produtor, ele recentemente deixou o projeto devido a diferenças criativas.

Mesmo que eles estejam procurando por um novo produtor, o derivado de Batman para o HBO Max tem recebido muita atenção por ter sido revelado que estava em desenvolvimento apenas um ano após o fim de Gotham da FOX.

No entanto, os dois seriados relacionados ao Batman ainda são muito diferentes um do outro, apesar de se concentrarem fortemente no Departamento de Polícia de Gotham City. Enquanto a série da FOX seguia Gordon como personagem central, era parcialmente uma história de origem do Batman.

O seriado aconteceu em um mundo onde o Cruzado Encapuzado ainda não havia chegado como seu protetor final e estava testemunhando a corrupção de Gotham City. O derivado de Batman para o HBO Max, no entanto, acontecerá em um universo onde Bruce atua como Batman há um ano, oficialmente ocorrendo antes do filme de 2022.

Foco total na polícia de Gotham

Gotham Central seguirá o Departamento de Polícia de Gotham City, pois eles estão apenas começando a descobrir sobre Batman sem o personagem de Robert Pattinson necessariamente aparecendo na tela.

Esse é um novo ponto de vista que não foi muito explorado antes e, francamente, o que os fãs de Gotham queriam que o seriado fosse no início.

A primeira temporada de Gotham foi a única em que o GCPD teve mais foco do que os supervilões. Nas temporadas seguintes, vários dos futuros inimigos icônicos do Batman se tornaram a força motriz da série enquanto seguiam o caminho de Bruce para descobrir seu herói interior.

É imperativo ressaltar que isso não nega nada do sucesso que Gotham teve como um programa de TV relacionado ao Batman. Mas, no final das contas, com Gotham Central do HBO Max, isso permitirá que os fãs de Gotham que queriam o foco do GCPD finalmente o obtenham.

Se eles vão ou não se inspirar na série de quadrinhos Gotham Central ainda está para ser visto.

Mas não seria chocante se eles acabassem se baseando em elementos dessa trama, uma vez que se tornou uma série aclamada pela crítica em toda a mitologia do Batman.

Ao contrário de Gotham, a série do HBO Max agora poderia talvez explorar outros personagens do GCPD, como Renée Montoya e Crispus Allen, que desapareceram após a primeira temporada.

A ideia de um seriado conectado a Batman que se passa no mesmo mundo que o universo do Batman de Robert Pattinson é empolgante e tem uma plataforma que talvez seja mais adequada para explorar o funcionamento interno (e mais sombrio) do GCPD do que Gotham da FOX poderia.