Vikings faz o que Game of Thrones não consegue; confira

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vikings inevitavelmente gera algumas comparações a Game of Thrones. Embora sejam séries com histórias totalmente diferentes, elas trazem seus elementos em comum e um grande trunfo da série do History é fazer algo que a da HBO não fez.

Em entrevista a David L. Lebovitz, do Looper, Michael Hirst, criador de Vikings, falou sobre como a série realizou suas cenas de ação.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Inicialmente queríamos fazer tudo da maneira mais legítima possível, então posteriormente melhoramos tudo”.

“Obviamente tivemos de editar algumas tomadas, mas a maior parte das cenas de luta são reais. Em outras palavras, nossos atores gostam de lutar”.

Vikings não usou chroma key (as telas verdes) para compor suas cenas e cada ator fez o máximo que podia nas cenas de ação.

“Eles andavam a cavalo, remavam e faziam toda a parte física. Eles realmente queriam ficar sujos de lama e sangue para a série e acho que isso ficou claro”.

O criador de Vikings também revelou como realizou cenas de ação tão impactantes.

“É importante para mim que a audiência mergulhe nessas batalhas e ligue para os personagens nela. Não são gigantescos exércitos sem rosto movendo-se da esquerda para a direita na tela. Estamos com alguns dos nossos personagens favoritos em qualquer cena de batalha, em qualquer luta, então nos importamos com tudo”.

Final digno

Alerta de spoilers!

O fim de Vikings finalmente chegou à Netflix e trouxe reviravoltas impressionantes. Uma delas certamente vem de maneira bem inesperada.

Depois de ser gravemente ferido por Ivar, Bjorn acaba sobrevivendo, mas longe do seu auge de outrora. Ele reúne o restante da sua energia e lança outro ataque para defender Kattegatt, mas acaba morrendo em uma chuva de flechas.

“Ninguém realmente está a salvo na série, e foi bom sentir que quando Bjorn se torna o protagonista, seu fim vem antes do esperado na temporada final”, disse Alexander Ludwig a Jennifer Drysdale‍, do ET Online.

“Para todas as falhas de Bjorn, foi realmente bom ver que ele finalmente se torna o homem que seu pai achou que ele poderia se torna”.

Alexander Ludwig ainda disse se sentir “inacreditavelmente grato” por ter feito parte de Vikings.

“Foi um final realmente triste, mas pareceu certo. Senti como se fosse a hora certa de ir”, disse o astro de Vikings.

A segunda metade da sexta temporada de Vikings já está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio