ALERTA DE SPOILERS

Chicago Fire já contou com algumas saídas marcantes. Algumas delas, porém, foram escolhas dos próprios atores.

Como é normal, profissionais vão de um papel para outro em Hollywood. Assim, os personagens muitas vezes ganham destinos para fora dos seriados por conta dessas escolhas de carreira.

Porém, em Chicago Fire, uma saída chocante não foi uma decisão da estrela – o que pode deixar os fãs tristes. A trama acabou sendo uma escolha da produção.


A saída em questão é a de Chili, que foi interpretada por Dora Madison Burge. O que mais chocou é que a decisão foi feita logo depois da personagem passar para o grupo fixo de Chicago Fire.

Inicialmente, a personagem teria três episódios em Chicago Fire. Porém, foi de convidada no terceiro ano para o elenco fixo na quarta temporada.

De repente, Chili foi tirada da história ao ser demitida por beber durante o trabalho. Isso levou muitos fãs a se questionarem sobre a saída.

Atriz de Chicago Fire não comenta

Matt Olmstead, produtor-executivo de Chicago Fire, chegou a explicar a saída. Tudo fez parte de um plano da produção.

Por vezes, a série quer surpreender os fãs. Com isso, traz essas tramas que acabam sendo chocantes.

“Você não pode ter grandes saídas e entradas apenas nas estreias ou no fim. Isso vai condicionar o público a pensar, ‘Ok, eu vou ver a estreia e depois o fim porque nada vai acontecer entre esses episódios porque os roteiristas são tímidos para fazerem algo'”, comentou o produtor.

A saída também não teve qualquer relação com algum problema de bastidores. O produtor de Chicago Fire comentou que Dora “fez um grande trabalho” na série e que “todos gostavam” dela.

Chicago Fire está na nona temporada. No Brasil, o seriado está disponível no Globoplay.