Baseada na série de livros Os Instrumentos Mortais por Cassandra Clare, a série Shadowhunters foi exibida por três temporadas no Freeform (e na Netflix, no Brasil) antes de ter um cancelamento que surpreendeu a todos.

Embora não tenha sido exatamente amada pelos críticos que deram uma recepção mista, a série teve uma base de fãs devotada composta por fãs de livros e do próprio seriado.

Em seu aniversário de dezoito anos, Clary Fray descobre que nasceu de uma longa linhagem de guerreiros meio-humanos, meio-anjos chamados de Nephilim, que são projetados para caçar demônios e outras criaturas das sombras.


Após sua descoberta, ela conhece os irmãos Lightwood, Alec e Isabelle, e seu irmão adotivo Jace, que se torna seu principal interesse amoroso. Não muito tempo depois, sua mãe é sequestrada por Valentine Morgenstern, uma extremista, e Clary deve se unir aos Lightwoods e os outros Caçadores de Sombras para salvá-la.

Por que foi cancelada?

As adaptações de Os Instrumentos Mortais simplesmente parecem não ter uma pausa. Antes da estreia de Shadowhunters em 2016, os romances de Clare foram desenvolvidos em um filme intitulado Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos, estrelado por Lily Collins e Jamie Campbell Bower.

O filme foi um fracasso de crítica e bilheteria. Apesar de ser uma trilogia planejada, todos os movimentos para continuar a franquia foram interrompidos quando mal recuperou seu orçamento de US$ 60 milhões. Agora, o mesmo aconteceu com Shadowhunters, e mais uma vez, a falta de finanças parece ser a razão.

A Netflix é a verdadeira culpada. A Constantin Films produziu a série, que exigia um orçamento robusto por seu visual brilhante e efeitos especiais, com a ajuda de um acordo feito com a Netflix, que ajudou a pagar a conta.

Quando a plataforma de streaming cancelou o acordo, a Constantin Films não pôde se dar ao luxo de manter a série. Foi para o Freeform na esperança de encontrar uma produtora secundária, mas a rede não tinha recursos para isso.

Shadowhunters foi cancelada em junho de 2018, mas lançou um final da série em duas partes para encerrar as pontas soltas, dando a todos uma conclusão um tanto satisfatória.

Malec se casou e foi para Idris, Clary perdeu sua memória, mas se reuniu com Jace nos momentos finais da série, e Isabelle tornou-se chefe do Instituto de Nova York e finalmente se juntou a Simon, que se tornou um Deputado da Clave. Todos tiveram um final feliz, e a série terminou oficialmente em maio de 2019.

Freeform abordou o cancelamento em um comunicado: “Estamos muito orgulhosos de Shadowhunters, uma série que inovou no mundo do gênero e se tornou a favorita dos fãs.”

“No entanto, junto com nossos parceiros da Constantin, chegamos à difícil decisão de não renovar o programa para uma quarta temporada. Mas como grandes apoiadores e fãs, Freeform insistiu e defendeu a filmagem de um final especial em duas partes que daria aos fãs devotos um final adequado.”

“Os 12 episódios vão ao ar em 2019. Queremos agradecer aos nossos talentosos criadores, produtores, elenco e equipe, junto com nossos colegas da Constantin por seu trabalho árduo e dedicação, e a Cassie Clare por sua incrível série de livros. Estamos ansiosos para o capítulo final deste drama revolucionário.”

A esperança não estava totalmente perdida. Os fãs da série se recusaram a aceitar a derrota e nem momentos depois que a notícia do cancelamento chegou à internet, a hashtag “SaveShadowhunters” apareceu no Twitter.

Se espalhou pelo mundo, seguida por petições e cartas escritas para redes implorando para que alguém salvasse a série.

Foi apelidada de Save Shadowhunters Campian, e seu grande final mostrou dois outdoors colocados na Time Square e um banner com “Save Shadowhunters” preso a um avião que sobrevoou a sede da Netflix.

No momento, a campanha ainda está em andamento e Shadowhunters não está mais perto de conseguir uma nova rede para ser exibida do que há um ano, mas os fãs continuam esperançosos.

As temporadas de Shadowhunters continuam disponíveis na Netflix.