Não é o mesmo: Lucifer da Netflix é bem diferente do original

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lucifer é uma das séries mais populares da Netflix. Após ser cancelada pela Fox, a produção ganhou uma nova chance na plataforma e lançou uma ótima quarta temporada com grandes desenvolvimentos na trama.

Em 2020, a Netflix deixou fãs pirados com a estreia da primeira parte da quinta temporada, que chegou em 21 de agosto. A plataforma aumentou ainda mais a expectativa com a renovação de Lucifer para mais uma leva de episódios.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Infelizmente, a segunda parte da quinta temporada de Lucifer ainda não tem data para estrear! Enquanto os novos episódios não chegam, fãs estão aproveitando para conferir as aventuras do personagem nas HQs da DC.

Confira abaixo as principais diferenças entre o Lucifer da Netflix e o personagem original!

Diferenças importantes

Lucifer foi criado por Neil Gaiman, em uma HQ publicada pela Vertigo Comics, um selo da DC voltado para histórias mais adultas. Dessa forma, encontros com famosos personagens da DC aconteciam com frequência, destacando-se as participações de John Constantine.

Como nem a Fox e nem a Netflix têm os direitos sobre os personagens da DC, a série não faz referência ao mundo dos quadrinhos.

Nas HQs, Lucifer embarca em uma jornada cósmica para salvar a Criação, interagindo com inúmeros seres de diversos mundos e dimensões. A série traz uma trama focada na terra, mais especificamente em Los Angeles, onde Lucifer atua como um consultor do departamento de polícia.

As duas versões de Lucifer começam com o Diabo curtindo sua aposentaria, porém nas HQs, o Diabo recebe uma missão de Deus. Na série, Lucifer começa a trabalhar com a LAPD após a morte de uma amiga do lado de fora de sua casa noturna.

Uma das principais diferenças entre o Lucifer da DC e da Netflix é a aparência do personagem.

Nos quadrinhos, Lucifer é loiro e tem o visual modelado a partir da aparência de David Bowie.

Em 2016, Tom Ellis falou sobre as mudanças de seu personagem, que na época ainda fazia parte da Fox.

“Quando a série foi anunciada, eu nem sabia que ela era baseada em uma HQ! Aí o Neil Gaiman me contatou, disse que tinha adorado o episódio piloto. Foi ótimo contar com esse selo de aprovação”, contou o astro.

Enquanto seu nome e história de origem continuem os mesmos, Lucifer é uma pessoa diferente nas HQs e na série.

Nos quadrinhos, Lucifer é basicamente um sociopata arrogante que apenas interferia em assuntos humanos por curiosidade mórbida.

A série apresenta um lado mais humano do personagem, capaz de amar, se arrepender e sofrer crises de consciência.

A reta final de Lucifer deve estrear na Netflix em 2021.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio