Personagem da Netflix tem grande problema em Fate: A Saga Winx

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ALERTA DE SPOILERS

Fate: A Saga Winx traz na primeira temporada a história de origem de Bloom. Porém, a personagem tem um problema – como notado pelo CBR.

Está claro que Bloom nasceu para ser uma das fadas mais poderosas da história. Porém, durante toda primeira temporada, ela não mostra qualquer ponto de liderança ou até mesmo de maturidade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como a própria personagem diz ao fim da temporada, ela acabou se comportando como alguém inconsequente. Em nenhum momento, Bloom pensa nos outros.

Desde o começo, tudo é sobre a fada. Inicialmente, é até compreensível. Bloom quase mata os pais e sofre com uma grande mudança indo para Alfea.

Porém, mesmo com isso, não há um sinal de mudança. Ao longo da temporada, a situação só piora.

Obcecada por descobrir a origem, coloca todos em perigo seguindo Beatrix e depois soltando Rosalind. Bloom é a responsável pela morte da diretora Dowling.

Durante a primeira temporada de Fate: A Saga Winx, Bloom foi quase uma inimiga inconsciente do próprio time dela. Se a Netflix quer retrata-la como uma liderança de mudança em Alfea, isso deve começar com a própria fada.

Fate: A Saga Winx na Netflix

Abigail Cowen, de O Mundo Sombrio de Sabrina, é Bloom. A atriz apareceu também em séries como Stranger Things.

O elenco ainda conta com Hannah van der Westhuysen (The Fugitives), Precious Mustapha (Endeavour), Eliot Salt (Gameface), Elisha Applebaum (Undercover Hooligan), Sadie Soverall (Rose Plays Julie), Freddie Thorp (Safe), Danny Griffin (So Awkward), Theo Graham (Hollyoaks), Jacob Dudman (The A List), Eve Best (Nurse Jackie), Robert James-Collier (Downton Abbey), Josh Cowdery (Animais Fantásticos e Onde Habitam) Alex Macqueen (The Thick of It) e Eva Birthistle (The Last Kingdom). 

No elenco de Fate: A Saga Winx, Mustapha é Aisha; Applebaum é a Musa; Salt fica com papel de Terra; Soverall entra na série como Beatrix; Thorp é Riven; Griffin fica como Sky; Graham tem o papel de Dane; e Dudman tem o papel de Sam. 

O showrunner da série é Brian Young. Iginio Straffi, criador da saga, fica na produção executiva. O seriado tem seis capítulos na primeira temporada.

“Decididas a controlar seus poderes mágicos, cinco adolescentes encaram rivalidades, romances e estudos do mundo sobrenatural em uma escola para fadas”, diz a sinopse do seriado da plataforma.

Fate: A Saga Winx, a série live-action de O Clube das Winx, já está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio