Contém spoilers!

The Walking Dead retorna em 28 de fevereiro com o primeiro de seis novos episódios bônus que estendem a décima temporada, onde os sobreviventes recolhem os pedaços no rescaldo da Guerra dos Sussurros.

A décima temporada estendida, filmada ao longo de seis semanas como os primeiros episódios a entrar em produção durante a pandemia de COVID-19, é uma ponte para a décima primeira e última temporada de 24 episódios, agora filmada para uma estreia no final de 2021.

À medida que o drama de zumbis avança para sua temporada de despedida de grande escala, a décima temporada de The Walking Dead retorna à vida com episódios focados em personagens que são menores em escopo – mas grandes em riscos.


De acordo com um artigo do Comic Book, na estreia da extensão da décima temporada de The Walking Dead, “Home Sweet Home”, Maggie (Lauren Cohan) e seu filho de oito anos, Hershel Rhee (Kien Michael Spiller), retornam à Virgínia depois de anos na estrada.

Sua volta ao lar é agridoce: Maggie se reúne com Daryl (Norman Reedus) e Judith Grimes (Cailey Fleming) antes de cruzar com Negan (Jeffrey Dean Morgan), que enviuvou Maggie e deixou seu filho sem pai com alguns golpes de taco de beisebol com arame farpado.

Quando Daryl e Kelly (Angel Theory) se juntam a Maggie e seus amigos Elijah (Okea Eme-Akwari) e Cole (James Devoti) em uma viagem para buscar o povo de Maggie, ela explica que sua ausência de anos foi estimulada pela “chave para um futuro” de Georgie (Jayne Atkinson), que construiu sua casa na colônia Hilltop na oitava temporada.

Revelando apenas pedaços de uma história que ela ainda não está pronta para compartilhar, Maggie é assombrada por suas viagens e confessa a Daryl em uma cena emocionalmente pesada por que ela quase voltou para casa antes dos eventos de “A Certain Doom”, mas não pôde.

Episódio de retorno

A cena roteirizada por Corey Reed (“A Certain Doom”) e Kevin Deiboldt (“The Tower”) é um indicativo do tom comovente desses episódios bônus, e o que a The Walking Dead liderada pela produtora Angela Kang faz de melhor: destacar a humanidade de pessoas sobrevivendo em um mundo de mortos.

Como episódios clássicos de The Walking Dead, essa humanidade dá lugar ao horror quando alguém desaparece e um predador silencioso espreita o grupo de Maggie.

Caçados por uma ameaça invisível que os pega no estilo de um filme de terror, um encontro explosivo com um novo inimigo leva Maggie a tomar uma decisão antes considerada inimaginável.

Para Maggie, ir para o “lar doce lar” significa ter que coexistir ao lado de Negan dentro das paredes da última comunidade – deixando aos espectadores a promessa de um confronto durante anos.

Com essas peças de personagens profundamente interessantes e contidas que funcionam como filmes de 45 minutos – incluindo o episódio de março levando Daryl de volta aos anos após o desaparecimento de Rick Grimes (Andrew Lincoln), e o aguardado prelúdio de Negan sendo exibido em abril -, os episódios bônus da décima temporada são diferentes de tudo que The Walking Dead já fez antes.

The Walking Dead retorna à TV com um episódio inédito em 28 de fevereiro.