Por Trás de Seus Olhos terá 2ª temporada na Netflix? Confira

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por Trás de Seus Olhos é mais uma adaptação literária da Netflix. Para quem já maratonou a série, fica a pergunta: veremos uma segunda temporada?

Tendo em vista que o seriado estreou em 17 de fevereiro de 2021, na Netflix, ainda é cedo demais para dizer se ele ganhará mais um ano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tipicamente, a plataforma de streaming espera algumas semanas, analisando a audiência das suas obras, antes de tomar qualquer decisão.

Especificamente, o período mais importante para as produções originais são suas quatro primeiras semanas. Caso a audiência justifique uma segunda temporada, então veremos uma.

Dito isso, Por Trás de Seus Olhos é baseado no livro de mesmo nome de Sarah Pinborough, que termina da mesma forma que a série. Assim sendo, pode ser que não vejamos uma renovação.

A primeira temporada de Por Trás de Seus Olhos está disponível na Netflix.

Scorsese detona plataformas de streaming

Martin Scorsese já expôs sua opinião contra os filmes de super-heróis anteriormente e agora voltou a criticar essas obras, além das plataformas de streaming como Netflix, HBO Max, Amazon Prime Video, Disney+ e mais.

Em artigo celebrando o trabalho de Federico Fellini, o lendário diretor de Taxi Driver, Os Bons Companheiros, dentre outros clássicos do Cinema, disse que os filmes agora são vistos com o mesmo valor que vídeos de gatos.

Para Socrsese, a arte do cinema está sendo “sistematicamente desvalorizada”, reduzida para “conteúdo”.

“Há 15 anos, o termo conteúdo era escutado apenas quando as pessoas estavam discutindo Cinema de forma mais séria e era contrastada com a palavra ‘forma’. Então, gradualmente, passou a ser usado mais e mais por pessoas que tomaram conta das companhias de mídia, a maioria dos quais conhece nada sobre a história da arte, ou mesmo se importa o suficiente para achar que deveriam conhecer”, escreveu Martin Scorsese na Harper’s Magazine.

“‘Conteúdo’ se tornou um termo de negócios para qualquer imagem em movimento: desde um filme de David Lean, até um vídeo de gato, comercial do Super Bowl, sequência de filme de super-herói, ou episódio de uma série”, continuou o diretor.

O diretor continuou, falando sobre como isso se relaciona com o surgimento das plataformas de streaming.

“Tudo isso é ligado, é claro, não à experiência cinematográfica, mas ao ato de assistir as coisas em casa, nas plataformas de streaming, que vieram para substituir a experiência de ir aos cinemas, assim como a Amazon tomou lugar das lojas físicas”.

“Por um lado, isso foi bom para cineastas, incluindo a mim mesmo. Por outro lado, criou uma situação na qual tudo é apresentado para o espectador de forma igual, o que soa democrático, mas não é. Se tudo é sugerido a partir de algoritmos baseados no que você já viu, e as sugestões são baseadas apenas em gênero, então o que isso significa para a arte do cinema?”, escreveu Martin Scorsese.

O diretor de Os Bons Companheiros ainda disse que essa forma de sugestão de filmes trata o espectador como mero consumidor e nada mais.

Obviamente ele não citou nomes de empresas, mas é claro que ele se refere à Netflix, Disney+ e outras, além dos filmes da Marvel e DC.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio