Black Mirror pode se tornar real após descoberta insana de cientistas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cientista Alexey Turchin, junto de seus colegas do movimento transumanista russo, encontrou uma forma de criar cópias de seres humanos, de forma similar ao que vimos em San Junipero, episódio de Black Mirror.

A teoria consiste em entregar a maior quantidade de dados possíveis para uma inteligência artificial, a fim de que ela crie uma cópia da consciência do ser humano em questão, conforme o Popular Mechanics.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O problema disso é que a teoria diz ser necessária um Esfera de Dyson para realizar esse feito e atualmente não há como construir essa megaestrutura.

A Esfera de Dyson é uma estrutura que engloba uma estrela, a fim de captar grande parte ou toda a energia emitida por ela. É um conceito teórico que não pode ser construído hoje em dia, obviamente.

Outro problema é que a cópia seria exata até o momento do “upload”, mas depois disso ela se desenvolveria separadamente do ser humano original, essencialmente se tornando outra consciência, algo que não chegou a ser abordado em Black Mirror.

Situação de Black Mirror na Netflix

Atualmente, a Endemol detém os direitos de Black Mirror. Ela pertence ao grupo Banijay Group. O Banijay afirma estar aberto a continuar com a série na Netflix.

O problema é que, até onde se sabe, os criadores de Black Mirror podem não ter mais o controle criativo. Com isso, a Netflix poderia apenas costurar um acordo entre todas empresas.

Ou ainda, a Netflix poderia tentar comprar os direitos de Black Mirror. Mas, isso não deve sair barato.

Com isso, futuramente, os fãs podem ter novidades diferentes sobre Black Mirror. Se algum acordo não for costurado, a série pode não voltar ou ainda retornar com controle criativo diferente – o que não agradaria os fãs.

Vale lembrar que, até o momento, a situação sobre a costura de acordos se trata de rumores.

“Esta série antológica de ficção científica explora um futuro próximo onde a natureza humana e a tecnologia de ponta entram em um perigoso conflito”, diz a sinopse.

Black Mirror tem cinco temporadas na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio