Veja o final de Supernatural que NUNCA será mostrado na TV

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contém spoilers!

Provando que não seria infinita, Supernatural chegou ao fim em 2020 depois de 15 temporadas na televisão, vários apocalipses evitados e algumas viagens para o inferno no meio.

Depois de derrotar Deus (Rob Benedict) com a ajuda de Jack (Alexander Calvert) no penúltimo episódio, os Winchesters, Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles), foram finalmente capazes de viver suas vidas sem sua interferência.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas a paz que os trouxe não durou muito. Durante um trabalho de rotina limpando um ninho de vampiros, Dean foi empalado em um pedaço de vergalhão e morto. Ele então foi para o céu, onde se reuniu com Bobby (Jim Beaver) e Baby, enquanto Sam parou de caçar em tempo integral porque sentia muita falta do irmão.

Ele finalmente conseguiu um pouco da vida com que os irmãos sempre sonharam, mas nunca pensaram que poderiam ter. No final, depois que Sam morreu de velhice, os Irmãos Winchester foram reunidos no céu.

Foi um final doce e comovente que revelou muito sobre o vínculo fraternal que manteve Supernatural no ar por uma década e meia. Mas também não é o final que o criador da série, Eric Kripke, tinha em mente.

O final que os fãs nunca verão

Como a maioria dos fãs de Supernatural sabe, Kripke deixou a série após o final da quinta temporada, que se concentrava em Sam e Dean tentando evitar seus destinos como vasos para os arcanjos Lúcifer (Mark Pellegrino) e Miguel, respectivamente, no final do mundo.

Foi uma batalha tradicional do bem contra o mal que mostrou Lúcifer possuindo Sam enquanto o meio-irmão dos Winchesters, Adam Milligan (Jake Abel), acabou se tornando o vaso para Miguel uma vez que Dean recusou.

O final da temporada, intitulado “Swan Song”, está entre os melhores que o seriado já fez, e teria sido um excelente final da série, mas a CW renovou o programa para a sexta temporada, e então continuou renovando-o por mais uma década.

Quando a série finalmente chegou à sua conclusão inevitável, 10 anos depois, Kripke conversou com a Entertainment Weekly sobre o final que ele havia planejado originalmente, revelando que 80 por cento de “Swan Song” era na verdade como ele queria que a série terminasse.

“Provavelmente não teria feito isso de novo se tivesse outra chance, mas pensei que talvez fosse mais um ou dois anos”, disse ele.

“Com exceção de algumas pequenas cenas e mais alguns momentos, essa foi a essência de onde eu pensei que esta série deveria terminar, que é Sam contra Dean e, em última análise, bem contra o mal, mas a fraternidade vence e sacrifícios são feitos.”

Mas e os outros 20%? Bem, definitivamente não parece que Dean iria caminhar rumo ao pôr do sol celestial, se é que você entende.

“Posso garantir aos fãs que meu final foi muito mais sombrio do que o final com que eles estão indo”, Kripke disse à EW, observando que os fãs provavelmente odiariam seu final.

“Era um filme de terror e teria um final de filme de terror, então eu posso prometer a vocês que o final que eles elaboraram foi muito mais agradável do que aquele que eu tinha em mente.”

No Brasil, Supernatural está agora disponível no Amazon Prime Video.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio