ESTA série da Netflix foi longe demais

Cena de abuso sexual em 13 Reasons Why foi duramente criticada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atenção! Contém spoilers de 13 Reasons Why

Com um mercado de streamings cada vez mais concorrido, a Netflix faz o que pode para continuar na liderança. A plataforma investe bilhões de dólares em conteúdo original todos os anos, objetivando dar aos fãs inúmeras opções de filmes e séries.

Uma empresa tão presente na vida das pessoas, no entanto, nunca é imune a polêmicas e controvérsias. Por se tratar de uma parte importante do mundo do entretenimento da atualidade, a Netflix já se envolveu em várias situações problemáticas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das maiores polêmicas da história da Netflix envolveu a série 13 Reasons Why, que também se estabeleceu como um dos maiores sucessos da plataforma.

A cena suicídio de Hannah Baker, mostrada na primeira temporada, foi extremamente criticada por espectadores e especialista. Mesmo assim, a sequência não chegou nem perto de outro momento chocante do segundo ano.

O site Looper falou sobre o assunto; confira abaixo!

Momento traumático em 13 Reasons Why

Quando o drama teen 13 Reasons Why estreou na Netflix em 2017, rapidamente se tornou alvo de polêmicas e controvérsias.

A premissa da série gira em torno de uma estudante de ensino médio que comete suicídio de deixa cartas extremamente detalhadas sobre suas motivações.

A trama de Hannah Baker culmina na cena do suicídio da personagem vivida por Katherine Langford. O momento também foi altamente criticado por mostrar em detalhes a protagonista cortando os pulsos, basicamente “ensinando” o público como fazer o mesmo.

A cena gráfica acabou sendo cortada após protestos do público e de entidades especializadas em depressão adolescente.

Segundo a análise da companhia JAMA Internal Medicine, as buscas por temas relacionados ao suicídio (incluindo ‘formas de se matar’) cresceram em mais de 1,5 milhão após a exibição da série.

Embora a Netflix tenha deletado a cena polêmica e incluído avisos de gatilho na série, a segunda temporada foi novamente detonada por trazer uma cena ainda mais explícita e violenta, desta vez envolvendo um abuso sexual.

No último episódio da segunda temporada, Tyler Down é atacado por Montgomery – o valentão que praticou bullying contra ele durante toda a série.

Revoltado após Tyler queimar o campo de futebol, Montgomery se vinga espancando o colega junto com os amigos e estuprando o personagem com uma vassoura.

A cena é extremamente explícita, e mostra toda a progressão do ataque: dos xingamentos, à surra, passando pelo abuso sexual e terminando com Tyler caído no chão sentindo muita dor.

O momento causou revolta imediata em fãs, espectadores e jornalistas. Muitos deixaram de assistir à produção, afirmando que 13 Reasons Why teria ido longe demais ao mostrar um momento tão violento.

O ator David Druid, intérprete de Tyler, defendeu a inclusão da cena na trama da segunda temporada.

“Como ator, senti a responsabilidade de mostrar a dor a humilhação de todos que sofrem com esse tipo de abuso, ainda mais com o estigma do abuso sexual contra homens”, afirmou o ator.

Mesmo assim, a cena foi considerada por muitos fãs a pior da série, e fez diversos espectadores desistirem de acompanhar a produção.

Todos os episódios de 13 Reasons Why estão disponíveis na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio