Quem Matou Sara? tem chocante ligação com a vida real na Netflix

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem Matou Sara?, da Netflix, mostra o protagonista Alex Guzman indo contra a família criminosa mexicana Lazcano. O que nem todos os fãs sabem é da chocante ligação da série com a vida real.

A família da série compartilha o nome com um famoso traficante mexicano, Heriberto Lazcano Lazcano, líder e fundador do cartel Los Zetas. Ele morreu em 2012 em tiroteio.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo a TIME, Lazcano matava suas vítimas servindo-as como alimentos para leões e tigres que mantinha em um rancho.

Ele também era conhecido por seu métodos brutais de tortura. Ele fez parte das forças especiais mexicanas antes de trabalhar para o cartel e formar o Los Zetas.

Ele já foi um dos criminosos mais procurados do México antes de morrer em 2012.

Quem Matou Sara? na Netflix

Quem Matou Sara? segue Alex Guzmán (Manolo Cardona). Tudo começa quando o protagonista era jovem e acompanhava a irmã Sara em um passeio de barco com a rica e criminosa família Lazcano.

Naquele dia, Alex presenciou a morte da própria irmã. O que acontece é que o destino de Sara não foi um acidente e ele acaba levando a culpa. Após 18 anos na cadeia, o personagem é solto e decide que vai expôr o assassino e a família Lazcano.

Claro que nem tudo é fácil e o chefe da família criminosa, César, fará de tudo para proteger o que é dele. A produção mexicana acaba unindo o drama de uma novela com as reviravoltas de uma boa história de suspense.

Quem Matou Sara? foi criada por José Ignacio Valenzuela. O elenco tem ainda Ginés García Millán e Carolina Miranda.

“Determinado a se vingar e provar que foi falsamente incriminado pelo assassinato da irmã, Álex está prestes a descobrir muito mais do que o real culpado pelo crime”, diz a sinopse da Netflix.

A primeira temporada de Quem Matou Sara? está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio