Anime escondido na Netflix vai agradar fãs com história bizarra

Cells at Work mistura educação e entretenimento em trama ambientada dentro do corpo humano

Publicado em 5/20/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De animes famosos como Seven Deadly Sins e Jojo’s Bizarre Adventure, passando por clássicos como Os Cavaleiros do Zodíaco, até produções pouco conhecidas como Violet Evergarden, a Netflix tem animações japonesas para todos os gostos.

Um dos animes mais “escondidos” da Netflix, com poucos fãs no Brasil e no circuito internacional, é Cells at Work, uma divertida história ambientada dentro do corpo humano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A trama da animação é ao mesmo tempo bizarra e informativa, oferecendo um olhar diferente sobre os processos mais triviais do corpo humano.

Confira abaixo tudo sobre Cells at Work na Netflix!

A trama microscópica de Cells at Work

O corpo humano é uma entidade complexa, e de várias formas, abstrata. Como seres humanos podem visualizar as células individuais e moléculas que constituem nosso corpo?

Quem gosta de ciência e biologia sabe que a mitocôndria representa a energia das células, e pessoas mais estudiosas conseguem identificar cada parte dos organismos em microscópios.

Aqueles que não sabem muito sobre o corpo humano, por outro lado, podem aprender de maneira divertida e emocionante na Netflix, com o anime Cells at Work (Células ao Trabalho)

Originalmente publicada como mangá com o título original de Hataraku Saibo, Cells at Work é uma série repleta de energia, que mostra de forma criativa aspectos da anatomia humana no nível celular.

A trama foi adaptada como anime em 2018, desenvolvida pela David Production – a mesma responsável pelo sucesso Jojo’s Bizarre Adventure.

Cells at Work acompanha a rotina de várias células antropomórficas que desempenham suas tarefas diárias dentro do corpo humano.

Com uma mistura única de ação, comédia, entretenimento e educação, o anime se tornou popular entre fãs de animes e entusiastas da ciência e medicina.

Já que Cells at Work aborda diversos assuntos sobre a anatomia humana, os episódios normalmente não são conectados por uma narrativa abrangente.

A série é mais antológica, com cada episódio discutindo um novo aspecto do corpo humano, como doenças, mudanças corporais e infecções.

Cells at Work é protagonizada por uma fofíssima Glóbulo Vermelho, caracterizada como uma competente e ao mesmo tempo desajeitada garota de entregas. Como o papel da célula é transportar oxigênio para o corpo todo, a personagem é capaz de servir como guia para os espectadores.

A Glóbulo Vermelho normalmente é acompanhada por um Glóbulo Branco – um sério e calado agente de segurança que trabalha empunhando uma faca de combate.

Quando a “Vermelhinha” é encurralada por um vírus, por exemplo, é o Glóbulo Branco e seus colegas que eliminam a ameaça.

Os dois protagonistas atuam como uma dupla dinâmica, e em aventuras eletrizantes, conseguem transmitir ao público diversas lições sobre o corpo humano e suas maravilhas.

A série aborda temas como invasões virais, alergias, cicatrização de feridas e até mesmo a ação do câncer.

Com personagens cativantes e super fofos – como as adoráveis Plaquetas – Cells at Work basicamente transforma uma aula de biologia em uma experiência divertida e memorável.

A Netflix conta com apenas a primeira temporada de Cells at Work em seu catálogo, com 14 episódios. A segunda temporada é exibida atualmente pela plataforma Crunchyroll.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio