Ator de Lost deixa as pessoas nervosas; veja por quê

Astro de famosa série compartilha história engraçada em avião

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Daniel Dae Kim se tornou famoso ao interpretar Jin-Soo Kwon em Lost. A série acabou em 2010 e, durante o período de maior sucesso da obra, ele deixava as pessoas nervosas. Especialmente durante viagens de avião.

O ator participou do programa de Jimmy Kimmel recentemente e compartilhou uma anedota engraçada, sobre como ele e o elenco da série deixaram outros passageiros nervosos, quando viajaram de avião.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Lembro que estávamos indo do Havaí para Los Angeles para um evento com a imprensa, e todos nós do elenco de Lost estávamos entrando no avião”, disse o ator.

“Nem pensamos no sucesso do programa. E as pessoas começaram a olhar para nós e então começaram a olhar para baixo, nervosas. Porque se todos nós estivéssemos no avião, eles teriam problemas – porque nós sobrevivemos”, continuou o astro de Lost.

Felizmente, tirando o acontecimento fictício da série, o elenco de Lost não esteve no meio de um desastre aeronáutico.

Veja a participação do astro de Lost no programa de Jimmy Kimmel, abaixo.

Criador revela final original de Lost

Lost ganhou a fama de uma das séries mais revolucionárias da TV com as primeiras temporadas. Porém, terminou de forma polêmica, com parte dos fãs odiando o final e outra defendendo.

O certo é que ao longo de seis temporadas, Lost deixou muitos mistérios que não foram respondidos. Alguns fãs tiveram a sensação de que a história começou a ser aumentada sem coerência.

Em entrevista para o Collider, o roteirista e co-criador Damon Lindelof confirmou o que muitos fãs imaginavam. Lost tinha três temporadas planejadas, mas houve um pedido para que a série fosse aumentada.

O roteirista revelou longas conversas com a ABC, a emissora original. Executivos insistiam que Lost ganhasse mais mistérios para continuar, enquanto os criadores queriam seguir o plano traçado no piloto.

Lost começou como, ‘O que tem na escotilha? Quem são os monstros? Quem é o verdadeiro Sawyer? Como Locke deixa a cadeira de rodas? Qual é a natureza da ilha? Por que está se mexendo? Quem são os outros?’ Havia os mistérios e nós dizíamos, ‘Nós queremos responder isso ao final da primeira temporada, depois aquilo no final da segunda e a série basicamente termina em três anos’”, relembrou o roteirista.

Porém, a resposta que os produtores ouviam era de que as pessoas queriam ver Lost, então a série deveria continuar. As discussões seguiram, pelo menos, até a terceira temporada.

Naquele momento, o seriado tinha começado a perder qualidade. A emissora decidiu realizar o desejo dos criadores, mas a proposta foi exagerada.

Quando Lindelof e Carlton Cuse conseguiram convencer a ABC, a dupla ouviu uma proposta absurda. A emissora queria 10 temporadas de Lost.

Naquele momento, a série estava na terceira temporada e o escritor relembrou que a sala de roteiristas tinha dificuldade em dar um destino para o seriado – já que teria que continuar por mais tempo.

“Eles foram como, ‘Nós concordamos em deixar vocês terminarem’. Eu disse para o presidente da ABC (Steve McPherson), ‘Obrigado’. Então, responderam, ‘Pensamos até a 10ª temporada’. Pense você, estando na metade da terceira temporada. É o mesmo que dizer que não vai terminar, quantos dramas chegam até a 10ª temporada?”, recordou ainda o escritor.

A dupla conseguiu reduzir para seis temporadas o acordo. O que também atrapalhou Lost foi a greve dos roteiristas, que fez o quarto ano ser cortado.

“O restante foi basicamente como conversamos. Não posso dizer que tudo funcionou, mas nós tínhamos um plano e executamos ele”, concluiu o co-criador de Lost.

De qualquer forma, agora os fãs sabem que Lost deveria ter acabado na terceira temporada. Com certeza o final da série teria sido bastante diferente.

Lost está na Amazon Prime Video.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio