Atrizes revelam a verdade sobre cenas de sexo em Sexify

Estrelas contaram a verdade sobre cenas de sexo na série da Netflix

Publicadohá pouco tempo
Por Victor
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sexify é atualmente uma das séries mais assistidas da Netflix globalmente. O novo programa polonês da Netflix foi descrito como “uma combinação de Sex Education e 365 DNI”, um filme polonês que foi um grande sucesso para a Netflix em 2020, chegando às manchetes por suas cenas de sexo intensas.

Para realizar as cenas de sexo de Sexify, a produção usou coordenadores de intimidade, figuras que trabalham em filmes e séries para garantir que todos os atores se sintam confortáveis ​​durante as filmagens de momentos sexuais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora os coordenadores de intimidade tenham se tornado padrão em Hollywood e em programas de outros países, como Normal People, eles são muito mais raros na Polônia.

Em declarações ao site polonês Onet, a atriz de Monika, Sandra Drzymalska, disse: “Os coordenadores foram muito necessários, porque tenho as cenas mais íntimas da série.”

“Graças a eles, não senti qualquer ameaça. Eles foram os intermediários entre mim e a equipe. Graças aos coordenadores, não é possível ultrapassar à força os limites de uma atriz, não há ninguém pressionando, dizendo: ‘Você tem que fazer e pronto.’”

A atriz de Paulina, Maria Sobocinska, falou sobre seu processo de filmagem de cenas de sexo em uma entrevista no mesmo veículo.

Ela disse: “Vale a pena conversar com seu parceiro, diretor ou consultor de intimidade sobre o andamento de uma determinada cena. Existem perguntas e respostas, e isso certamente estabelece alguns limites. Aí você pode se concentrar na tarefa de atuar no set.”

Importante ajuda nas cenas de sexo

Aleksandra Skraba, que interpreta Natalia, acrescentou: “Foi muito difícil para mim começar a trabalhar com consultores de intimidade, mas então cheguei à triste conclusão de que me senti desconfortável porque não estamos acostumadas com segurança ao filmar cenas de sexo.”

A diretora de Sexify, Kalina Alabrudzińska, disse ao site polonês em uma entrevista separada que um coordenador de intimidade não foi a única pessoa trazida para o programa para tornar a representação da sexualidade feminina o mais real possível.

Os membros da equipe também trabalharam com uma sexóloga de Varsóvia chamada Iza Jąderek. Questionada sobre por que a trouxeram para a série, a diretora disse: “Porque nós, como criadores, também somos filhos desta nação vergonhosa e tínhamos consciência de nossas limitações em pensar sobre sexo.”

A equipe de Sexify teve uma abordagem diferente para as cenas de sexo de 365 DNI. Segundo sua roteirista Blanka Lipinska, o filme não contou com um coordenador de intimidade, mas encontrou uma forma mais inovadora de deixar os atores mais confortáveis ​​com a nudez, ao estimular também a equipe a tirar a roupa.

Ela disse à Onet em 2020: “Uma vez li que alguém fez isso e deu certo.”

O primeiro programa da Netflix a contratar um coordenador de intimidade foi Sex Education, uma série que muitos estão comparando a Sexify.

A produtora desse seriado, Laurie Nunn, disse ao LADBible: “Se você tem uma cena de luta em uma série, você tem um coordenador de luta, e se você tem uma cena de dança em uma série, você tem um coreógrafo, então por que não abordamos cenas de intimidade dessa maneira?”

O ator desse programa, Asa Butterfield, disse ao Hollywood Reporter: “Foi útil ter alguém com quem conversar se você não se sentir confortável, se não quiser necessariamente falar sobre algo ou se estiver envergonhado.”

“Para as cenas com Patricia Allison – nos conhecemos no final da primeira temporada, mas não nos conhecíamos antes -, Ita O’Brien nos ajudou a encontrar nossos limites.”

Sexify está disponível agora na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio