Pikachu é preso em anime de Pokémon; veja o que aconteceu

Episódio de Pokémon Jornadas no Japão mostrou o monstrinho sendo investigado por um crime que não cometeu

Publicado em 5/23/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A franquia Pokémon está comemorando um grande ano em 2021, então está tentando algumas coisas que nunca fez antes. De jogos a mercadorias, a franquia está agitando as coisas onde pode. Claro, isso vale para o anime, tudo graças a Pokémon Jornadas, e o último episódio do programa foi longe demais quando colocou algemas em Pikachu!

Sim, você leu certo. Pokémon foi além com seu mais novo episódio no Japão. O anime passou por uma nova história que colocou Pikachu na mira de um conjunto de detetives, mas Ash fez questão de provar a inocência de seu amigo antes que Pikachu fosse preso em uma cela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A coisa toda aconteceu em Pokémon Jornadas quando Pikachu se tornou um dos principais suspeitos do departamento de polícia de Vermillion City. Os oficiais pararam Ash e Pikachu na cidade para colocar algemas no Pokémon depois que uma tonelada de eletricidade foi roubada da usina local.

Segundo os policiais, a melhor evidência que resta do crime é uma silhueta. Um Pokémon parecido com Pikachu foi visto fugindo da cena, e o amigo de Ash é o único Pikachu na cidade sem um álibi sólido. É quando a polícia algema Pikachu, mas suas patas conseguem se soltar delas.

O episódio segue acompanhando Pikachu quando ele é levado à delegacia para interrogatório, e ele ainda consegue escapar da custódia em um ponto. O verdadeiro criminoso é encontrado no final, e Pikachu se certifica de fritar o detetive mau que tentou prendê-lo.

Agora, Pikachu está livre para continuar viajando com Ash, mas nem todo Pokémon pode dizer o mesmo. E dado o andamento do caso, os fãs têm certeza de que alguns dos monstrinhos na prisão não cometeram realmente um crime.

No Brasil, o anime Pokémon Jornadas é exibido no Cartoon Network.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio