Ragnarok: 2ª temporada muda a forma como fãs da Marvel veem Thor

Série voltou com mais de sua abordagem da mitologia nórdica

Publicado em 30/5/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De certa forma, Loki é um derivado de uma adaptação de outra adaptação. A próxima série do Disney+ se distancia das principais aparições do deus trapaceiro nos filmes de Vingadores e Thor. Mas esses filmes adaptam as histórias de seus personagens da Marvel Comics, que por sua vez foram inspiradas na mitologia nórdica.

Seguindo todos esses passos para longe dos mitos antigos, muito se perdeu na tradução. Mas uma série recente da Netflix traz versões de seus personagens queridos do MCU de volta às suas raízes ancestrais – com um toque de Riverdale.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vindo da Noruega, Ragnarok é uma série da Netflix criada pelo roteirista dinamarquês Adam Price.

Acompanha Magne Seier (David Stakston), um adolescente desajeitado e míope com dislexia, enquanto ele se muda para a cidade histórica de Edda com sua família, incluindo a calorosa matriarca Turid (Henriette Steenstrup) e o angustiado irmão Laurits (Jonas Strand Gravli).

Mas conforme Magne se estabelece em sua nova vida em Edda, ele deve enfrentar duras verdades: a família mais proeminente da cidade (os Jutuls) está arruinando o meio ambiente, ele está ficando muito mais forte e não precisa dos óculos e também pode, de repente, lançar um martelo a 500 metros.

Enquanto descobre tudo isso, Magne também conhece Isolde (Ylva Bjørkaas Thedin), a ambientalista da classe. Eles se unem, e ela revela sua descoberta de que os Jutuls estão contaminando a água potável de Edda.

Mas a súbita super força de Magne não é algo com que ela possa ajudar – pelo menos no curto espaço de tempo antes de uma reviravolta mortal forçar Magne a questionar em quais pessoas ele pode confiar.

Ao longo de sua primeira temporada, Ragnarok teve sucesso como uma releitura moderna da mitologia nórdica, na qual os mitos existentes se repetem. Magne lentamente percebe que está destinado a se tornar o Deus do Trovão, enquanto os membros da família Jutul não são apenas figuras poderosas na sociedade local.

Eles também são os gigantes mitológicos nórdicos, seres antigos que guerreavam com deuses.

Mas fora desse confronto literal de titãs, Ragnarok oferece muito drama em menor escala.

A primeira temporada sozinha é cheia de romance, uso de drogas, personagens experimentando gênero e sexualidade – até mesmo um mistério de assassinato. Riverdale gostaria de poder manter a marca de realismo desta série enquanto alcança drama e fantasia.

Versão moderna da mitologia nórdica

A primeira temporada estreou no início de 2020, perdendo-se em meio a uma explosão de streaming no início da pandemia. A segunda temporada agora está sendo transmitida na Netflix e contém ainda mais mitologia, ação rival da Marvel, sequências de sonhos, assassinato e (é claro) drama adolescente.

Nos novos episódios, o exército de Magne cresce lentamente conforme outros como ele emergem das sombras – cada um com seus próprios poderes e contrapartes na Marvel.

Laurits, o irmão mais novo de Magne, segue sua própria jornada, confrontando elementos nada confortáveis ​​de sua apresentação de gênero e sexualidade, enquanto descobre como seu arco se relaciona com a transformação de seu irmão e os planos do clã Jutul contra Edda como um todo.

Se você ama Thor e Loki, mas gostaria que ambos fossem retratados na tela com mais fidelidade, então este é o seriado para você, como destaca um artigo do Inverse.

Sem parecer forçada a recontar os mitos nórdicos com detalhes exatos, Ragnarok cria seus personagens de uma forma que reconhece suas ricas histórias culturais sem encher o saco do público.

E quando Loki recitar algo obscuro sobre sua vida doméstica em Loki, ou Thor falar sobre a Serpente de Midgard em Thor: Amor e Trovão, você saberá exatamente do que eles estão falando – graças a alguns superpoderosos e angustiados adolescentes noruegueses.

No Brasil, a segunda temporada de Ragnarok está agora disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio