Ator de The Walking Dead passa a ganhar de 8,5 mil a 1 milhão por episódio

Famoso se tornou um dos principais nomes do seriado

Publicado em 24/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

The Walking Dead foi de aposta a fenômeno com poucas temporadas. O sucesso da série também trouxe grandes mudanças para o elenco.

Muitos atores passaram a ser extremamente conhecidos e amados pelos papéis. The Walking Dead acabou revelando novos e talentosos rostos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um deles é o de Norman Reedus, o Daryl. O ator não apenas foi revelado pelo seriado como também teve um enorme aumento salarial.

Na primeira temporada, Norman Reedus ganhava um salário de US$ 8,5 mil por episódio. Na cotação atual é um valor de cerca de R$ 42 mil, o que está longe de ser um pagamento ruim.

Logo de início, com o sucesso, a AMC queria segurar o elenco de The Walking Dead. A emissora, então, aumentou o salário para US$ 350 mil (ou algo como R$ 1,7 milhão) por episódio.

O valor já é um dos maiores da TV. Mas, com o passar dos anos e com a permanência de Norman Reedus no seriado, o salário cresceu ainda mais. A Variety afirma que o atual pagamento do astro é de US$ 1 milhão por episódio, ou quase R$ 5 milhões para capítulo em que trabalha.

A 11ª temporada de The Walking Dead

A sinopse da 11ª temporada de The Walking Dead não entrega spoilers do que está por vir, mas sim do que já veio, obviamente, portanto só leia se já tiver assistido a 10ª temporada.

“Anteriormente em The Walking Dead, nossos sobreviventes confrontaram demônios do passado e combateram novas ameaças, com amizades e relacionamentos sofrendo com os crescentes danos colaterais do apocalipse. Alexandria está gravemente comprometida. É apenas uma casca da casa que um dia foi, consequência da carnificina e da devastação deixada pelos Sussurradores”, começa a sinopse.

“Agora, todos os que vivem em Alexandria lutam para refortificá-la e alimentar seu crescente número de residentes, que incluem os sobreviventes da queda do Reino e do incêndio de Hilltop; junto com Maggie e seu novo grupo, os Wardens. Alexandria tem mais gente do que consegue alimentar e proteger. A situação deles é terrível, pois as tensões aumentam com os eventos passados ​​e a autopreservação vem à tona dentro das paredes destruídas”, continua a sinopse.

“Eles devem garantir mais alimentos enquanto tentam restaurar Alexandria antes que ela entre em colapso, como inúmeras outras comunidades que encontraram ao longo dos anos. Mas onde e como? Mais abatidos e famintos do que nunca, eles devem cavar mais fundo para encontrar o esforço e a força para salvaguardar a vida de seus filhos, mesmo que isso signifique perder as suas próprias vidas”.

“Enquanto isso, sem o conhecimento daqueles em Alexandria, Eugene, Ezekiel, Yumiko e Princess ainda estão sendo mantidos em cativeiro por soldados misteriosos que são membros de um grupo maior e pouco conhecido”, conclui a sinopse.

The Walking Dead está na Netflix e no canal Star. A 11ª e última temporada de The Walking Dead estreia em 22 de agosto na TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio