Publicidade

Contém spoilers

Netflix repete o pior erro de Game of Thrones em série

Castlevania faz com Isaac o mesmo que a HBO fez com Daenerys - mas em reverso

Publicado por Alexandre Guglielmelli

14/06/2021 19:00

Com um belíssimo estilo de animação e trama cativante, Castlevania é com certeza uma das melhores séries animadas da Netflix. Ambientada na Valáquia do Conde Drácula, essa produção não é para crianças, contendo boa dose de sangue e violência.

O quarto ano de Castlevania encerra a trama da série de maneira satisfatória, e os fãs não precisam ficar tristes com o desfecho da produção! Tudo indica que a plataforma vai investir em uma continuação ou derivado da série.

Mesmo com um final bastante elogiado pelos fãs, o site Screen Rant afirma que o desfecho de Castlevania cometeu o mesmo erro da temporada final de Game of Thrones.

Explicamos abaixo tudo sobre essa história; confira abaixo!

Daenerys em Castlevania?

Podemos dizer com segurança que um dos momentos mais controversos da cultura pop foi a maneira que Game of Thrones encerrou a trama de Daenerys Targaryen na HBO.

Na oitava e última temporada da série, a produção acelerou ao máximo a transição da personagem, de “Destruidora de Correntes” a “Rainha Louca”. A maior parte dos fãs enxergou a decisão como um grande erro dos produtores e roteiristas.

Castlevania, segundo o Screen Rant, Castlevania adota uma estratégia similar, mesmo que em reverso, na trama de Isaac.

De acordo com o site, o Mestre da Forja evolui rapidamente de um tirano para um herói na quarta temporada.

A temporada final de Castlevania pegou fãs de surpresa com suas decisões narrativas, principalmente as que envolveram a trama de Isaac.

Tudo indicava que o personagem se tornaria o “novo Drácula”, ao utilizar suas Criaturas da Noite para seu plano genocida.

Isaac chega a destruir Carmilla e seu Coven de Vampiras, mas não faz o mesmo com Hector. O personagem chega a oferecer uma bandeira branca para o ex-colega, deixando inclusive Lenore viva ao final da produção.

Isaac também conta a Hector que, ao invés de destruir o mundo ou trazer Vlad de volta, seu desejo é na verdade reconstruir a Europa.

A visão do personagem é de paz e harmonia, mas a série não revela o que fez Isaac mudar de opinião.

A mudança de Isaac, dessa forma, não é mostrada na trama de Castlevania, assim como aconteceu com a evolução de Daenerys em Game of Thrones.

A decisão dos roteiristas prejudica o desenvolvimento inicial de Isaac, e transporta os espectadores para o destino, sem dá-los uma jornada adequada em primeiro lugar.

No final das contas, segundo o Screen Rant, Isaac não tinha nenhum motivo para perdoar Hector e abandonar os ensinamentos de Drácula.

A continuação de Castlevania

Além de divulgar o término oficial de Castlevania na quarta temporada, a plataforma confirmou também que uma série derivada já está sendo desenvolvida, e deve ser ambientada no mesmo universo da produção original.

A plataforma esclareceu também que a nova série não será um spin-off propriamente dito, o que significa que nenhum dos personagens principais de Castlevania vão participar da nova produção.

A nova série pode ser um prólogo da história de Drácula ou acompanhar outros personagens famosos da franquia, bastante conhecidos pelos fãs dos games.

A nova série por, por exemplo, avançar alguns séculos e contar a história de Simon Belmont, um descendente de Trevor Belmont e herói original dos games.

A trama pode ter sido inclusive sugerida na quarta temporada, quando Sypha revela que está grávida de Trevor, e com a volta de Drácula dos mortos.

Outra alternativa pode trazer às telas a origem de Drácula e de Leon Belmont, o ancestral de Trevor.

A temporada final de Castlevania está disponível na Netflix.

Publicidade