Sweet Tooth ficará parecida com Stranger Things na Netflix; entenda

Protagonista da série de Robert Downey Jr. deve mudar bastante

Publicado em 6/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sweet Tooth mal estreou na Netflix e já está conquistando fãs por todo o mundo. Baseada em quadrinhos da DC, a série gira em torno de um menino híbrido, metade humano, metade cervo, que vive em um mundo pós-apocalíptico.

Por ter um protagonista ainda criança, o seriado inevitavelmente terá algo em comum com Stranger Things e diversas outras obras por aí: veremos o garoto crescendo de temporada em temporada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Isso aconteceu com as crianças de Stranger Things, com os Stark em Game of Thrones, com os jovens de Modern Family, dentre muitas outras produções.

O showrunner e produtor executivo de Sweet Tooth, Jim Mickle, chegou a falar sobre esse assunto.

“Tivemos que lidar com isso um pouco, porque passou um ano e meio entre o primeiro e o segundo episódio para ele. Ele envelheceu um pouco durante esse tempo, mas felizmente ele continuou sendo o seu doce e pequeno Gus”.

“Então, não sabemos. É difícil prever qualquer coisa. Acho que uma coisa que aprendemos desde o início de tudo isso é , você não pode prever nada. Então, nós encaramos conforme as coisas chegam. A primeira temporada foi incrível e adoraríamos fazer mais, se o mundo quiser”.

Encaixou com a história de Sweet Tooth

O produtor executivo Ben Schwartz chegou a dizer que esse envelhecimento do ator principal combina com a história de Sweet Tooth em si.

“É uma história de amadurecimento. Então, em uma história de amadurecimento, você vê seu protagonista crescer e passar por diferentes estágios de sua vida”.

O criador dos quadrinhos originais, Jeff Lemire, aprovou esse amadurecimento visível de Gus conforme os anos passam.

“Tive sorte quando estava criando os quadrinhos. Não precisei me preocupar com o envelhecimento do personagem”, disse o vencedor do Prêmio Eisner.

“Eu sempre soube que se fosse adaptado, isso teria que mudar também, provavelmente, para refletir mais sobre o despertar de Gus e sua mudança seria refletiria em sua aparência física também. Então, acho que isso fará parte da história se tiverem sorte o suficiente para fazer mais”.

Sweet Tooth está disponível na Netflix. Leia a crítica do filme, aqui.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio