A história real que inspira Sex/Life na Netflix

A trama é baseada em um famoso livro de memórias de 2016

Publicado em 5/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sex/Life, a nova série picante da Netflix, é baseada em uma história verdadeira? Parcialmente, sim.

Sex/Life é baseada no livro 4 Homens em 44 Capítulos escrito por B. B. Easton. O livro de 2016 foi um livro de memórias publicado pela própria autora, que foi transformado em uma série da Netflix pela escritora e produtora da UnReal, Stacy Rukeyser.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Então Sex/Life é na verdade baseada em uma história verdadeira, a vida de sua autora, B. B. Easton. Ela descreveu como tem sido para ela, vendo aquela parte de sua vida se desenrolar na tela.

Easton disse que a experiência foi “absolutamente, comicamente surreal”.

Ela explicou (via Express UK): “Ver esses lindos supermodelos humanos em uma tela retratando personagens baseados em meu marido e em mim foi muito divertido.”

“Foi um sonho absoluto que eu nem sabia que tinha.”

O foco do livro está nos amores de sua vida, incluindo o marido na vida real, Ken, que é interpretado pelo ator Mike Vogel em Sex/Life. Seus outros três amores são descritos como “um tatuador que virou fuzileiro naval dos Estados Unidos e depois motociclista fora da lei, um rockeiro em liberdade condicional e um baixista de heavy metal”.

Como Billie, Easton começou a escrever um diário porque se sentia dividida em sua vida como uma mãe de dois filhos casada.

A primeira parte do diário do romance diz: “O homem é pelo menos noventa por cento perfeito para mim, mas, ultimamente, tudo em que consigo pensar é na pessoa menor ou igual a dez que está faltando: paixão e arte corporal.”

“Duas coisas eu preciso chorar e seguir em frente para proteger meu casamento adorável e monótono. Mas eu não posso.”

A autora do livro que deu origem à série, B. B. Easton

Sex/Life na Netflix

A série vem de B. B. Easton, a psicóloga escolar que se tornou autora cujo livro de memórias, 4 Homens em 44 Capítulos, foi recebido com uma recepção calorosa e críticas excelentes quando chegou às estantes em 2016.

Tão calorosa foi a recepção e tão notáveis foram as análises que sua história foi comprada pela Netflix, com uma série de oito episódios sendo encomendada em 2019.

A história de Sex/Life é mais ou menos assim:

“Sarah, a protagonista da série, é, no momento presente, uma mãe suburbana com uma vida confortável. Dito isso, há algo faltando – como a paixão erótica incandescente de sua juventude, passada se aventurando com motoqueiros, baixistas e outros caras perigosos.”

“Ela se tornou uma versão de si mesma digna do casamento e isso é um problema”, disse Stacy Rukeyser, a roteirista do seriado, à Entertainment Weekly.

“Ao esconder uma grande parte de si mesma de seu marido Cooper e esconder seu desejo, ela criou um problema para si mesma. Ela conseguiu o cara, mas a que custo? O custo é negar uma parte dela que está adormecida há um tempo e precisa ser homenageada, celebrada e cuidada, porque é uma parte real dela”, completou a escritora.

Dessa disjunção pessoal vem uma série de flashbacks e fantasias, explorando o que Sarah realmente quer de sua vida e se desistir de seu lado selvagem valeu a vida tranquila de uma esposa e mãe.

Sex/Life está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio