Após Elize Matsunaga: Os crimes brasileiros que podem virar série na Netflix

Os casos de Suzane Von Richthofen, Eliza Samudio, Isabella Nardoni e muito mais

Publicado em 11/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime provou mais uma vez o potencial de produções brasileiras na Netflix. A série documental figurou no Top 10 Mundial da plataforma, e chocou o público internacional. Com o sucesso do projeto, outros famosos crimes brasileiros podem ganhar produções no serviço de streaming.

O que não falta no Brasil são crimes dignos de virar série. Além disso, o gênero true crime sempre faz sucesso na Netflix, com novas produções aprovadas a cada semana.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A plataforma pode, inclusive, transformar a marca Era uma Vez um Crime em uma antologia, abordando eventos diferentes em cada temporada.

Se você já conferiu a série de Elize Matsunaga na Netflix, confira abaixo 5 crimes brasileiros com potencial para ancorar produções da Netflix.

Caso Suzane Von Richthofen

Na mente de muitos brasileiros, o caso de Suzane Von Richthofen é o crime mais famoso da história do país. Em 2002, quando tinha apenas 19 anos, a jovem orquestrou o assassinato dos pais, com a ajuda do namorado e cunhado. Suzane foi condenada a 40 anos de prisão, e cumpre pena no mesmo presídio que “abriga” Elize Matsunaga.

O caso de Suzane tem tudo que uma série documental da Netflix precisa: momentos bizarros, uma história chocante, circo midiático e uma protagonista extremamente manipuladora. Vale lembrar que a história de Suzane já foi adaptada para o cinema, com Carla Diaz (BBB 21) no papel principal.

O assassinato de Isabella Nardoni

Assim como os casos de Elize Matsunaga e Suzane Von Richtofen, o assassinato de Isabella Nardoni chocou o Brasil. O crime aconteceu em 2008, e é considerado um dos mais infames casos de infanticídio da história do Brasil.

Na noite de 29 de março de 2008, Isabella Nardoni morreu após ser jogada do sexto andar do prédio do pai, Alexandre Nardoni. A garotinha de 5 anos sofria maus tratos do pai e da madrasta, Anna Carolina Jatobá, que também foi condenada pelo crime bárbaro.

Caso da Família Pesseghini

Embora não tenha chamado tanto a atenção da mídia quanto as histórias de Suzane Von Richthofen e Isabella Nardoni, o Caso da Família Pesseghini seria perfeito para uma série da Netflix. Afinal de contas, a chacina continua até hoje envolta em mistérios, e poderia trazer revelações chocantes se recebesse o tratamento de Making a Murderer, outro sucesso da plataforma.

Para quem não se lembra, o garoto Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini (na época com 13 anos), foi acusado de matar 4 membros de sua família (pai, mãe, avó e tia-avó) e cometer suicídio em seguida. O caso é considerado até hoje “um dos mais mal explicados da Justiça Brasileira”, e inúmeras teorias afirmam que, na verdade, a família foi executada em queima de arquivo – já que era ligada à Polícia Militar.

José Ramos – O Linguiceiro da Rua do Arvoredo

Uma série sobre José Ramos tem o potencial para trazer às telas a história de um dos primeiros serial killers da história do Brasil. Como o assassino viveu no século XIX, a Netflix pode investir em uma produção narrativa, fugindo dos clichês das séries documentais e oferecendo um olhar interessante sobre a macabra história.

Em 1863, o ex-policial José Ramos produzia as linguiças mais famosas de Porto Alegre, junto com a mulher Catarina. O que os clientes não sabiam é que o maníaco usava a carne de suas vítimas no alimento – mortas a golpes de machadinha.

O assassinato de Eliza Samudio

O caso do goleiro Bruno e o assassinato de Eliza Samudio é até hoje um dos mais infames da história do Brasil. Em 2010, o atleta foi processado pelo sequestro, tortura e assassinato de Eliza, mãe de seu filho mais novo. O corpo da jovem nunca foi encontrado, e Bruno inclusive já está em regime semi-aberto.

Uma série sobre o caso tem o potencial de abordar alguns dos aspectos mais pesados da cultura brasileira, como o machismo e a deificação de jogadores de futebol. Afinal de contas, Bruno ainda tem fãs e continua a atrair a atenção de times do esporte – mesmo com o terrível crime contra a mãe de seu filho.

Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crime está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio