Crime chocou o Brasil: Série da Netflix conta história de Elize Matsunaga

Produção nacional de 4 episódios conta com entrevistas com a detenta e envolvidos no caso

Publicado em 7/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2012, um crime terrível chocou o Brasil. Elize Matsunaga, matou e esquartejou o marido Marcos dentro de casa. Quase 10 anos depois, a história marcada por polêmicas, mistérios e reviravoltas, está prestes a ganhar uma série original na Netflix.

Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime é a mais nova série documental da plataforma, com previsão para estrear no dia 8 de julho, com sua história dividida em quatro episódios.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A produção deve se destacar por contar com entrevistas com a própria Elize, que ainda está presa. Essas entrevistas tiveram que ser autorizadas pela Justiça, e só puderam acontecer durante uma das “saidinhas” da detenta.

Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre o crime de Elize Matsunaga e a produção da série da Netflix!

O crime de Elize Matsunaga

O assassinato de Marcus Matsunaga, na época com 42 anos, aconteceu na madrugada do dia 20 de maio de 2012.

Ao voltar para a casa após comprar uma pizza, o executivo da Yoki é surpreendido por Elize armada. A esposa, então, dá um tiro na cabeça do marido, utilizando um revólver .380.

Após o disparo fatal, Elize decide esquartejar o corpo de Marcos para se livrar das provas mais facilmente.

O corpo acabou dividido em seis partes: tórax, braços, pernas e cabeça. De acordo com o legista que atuou no caso, o esquartejamento só começou 10 horas após o assassinato.

Na manhã seguinte, Elize tentou se livrar das evidências, carregando os restos mortais de Marcos em três malas. A estratégia não deu certo, já que a criminosa foi flagrada pelas câmeras de segurança do prédio.

Elize desovou as malas – e o corpo de Marcos – em uma rodovia do município de Cotia, em São Paulo. O cadáver foi encontrado três dias depois.

Em um dos julgamentos mais longos da história de São Paulo, Elize Matsunaga acabou condenada a 19 anos e 11 meses de prisão em regime fechado, sendo considerada a única responsável pelo crime. Em 2019, o STJ reduziu a pena para 16 anos e 3 meses.

Matsunaga cumpre sua pena na Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier, também conhecida como Tremembé 1. Na unidade prisional, também estão detidas outras assassinas famosas do cânone policial brasileiro, como Suzane Von Richthofen e Anna Carolina Jatobá.

Era uma Vez um Crime na Netflix

Um elemento do crime de Elize Matsunaga que permanece envolto em mistério é a motivação do crime. Esse aspecto, com certeza, será abordado em profundidade nas entrevistas da detenta à série da Netflix.

O relacionamento de Elize e Marcos já começou de maneira conturbada. O casal se conheceu em 2004, quando o empresário da Yoki ainda era casado com outra mulher, e Elize trabalhava como garota de programa.

A relação extraconjugal durou três anos, e o casal oficializou a união após o divórcio do executivo.

O papo com a Netflix é a primeira (e única) entrevista de Elize Matsunaga desde o julgamento. Na série, a detenta descreveu seu relacionamento com Marcos, mas não consegue explicar exatamente o que a levou a atirar no marido.

A entrevista só foi autorizada pela Justiça em maio de 2019. Para não romantizar a figura de Elize, a série conta também com entrevistas com familiares e amigos de Marcos.

A produção da Netflix deve contar também com depoimentos de pessoas ligadas ao caso, como jornalistas, juristas e especialistas criminais.

Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime estreia na Netflix em 8 de julho; confira abaixo o trailer.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio