Namorado trans e desejo de rever filha: O que aconteceu com Elize Matsunaga

Crime que chocou o Brasil ganha série na Netflix e renova o interesse do público pelo caso

Publicado em 9/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A série Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime já está disponível na Netflix. Como a produção aborda principalmente o crime que chocou o Brasil, muitos espectadores se perguntam por onde anda Elize atualmente. A protagonista do documentário continua presa, está namorando um homem trans e deseja acima de tudo rever a filha.

Elize Matsunaga foi presa em 2012 após confessar ter matado e esquartejado o marido Marcos, herdeiro do milionário Grupo Yoki. No documentário, Elize revela que vivia em um relacionamento abusivo, e que era frequentemente ameaçada, humilhada e agredida psicologicamente pelo marido.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A detenta da penitenciária de Tremembé também revela que seu maior desejo é rever a filha, e contar para ela sua versão da história. A falta da filha, segundo Elize, foi o principal motivo para concordar em participar do documentário.

“Pelo fato de ter ficado todos esses anos longe da minha filha, tive medo de não poder mais encontrá-la. Quero ter a oportunidade de falar para ela o que houve de verdade”, afirma Elize em sua entrevista com a Netflix.

Por onde anda Elize Matsunaga?

Atualmente com 39 anos, Elize Matsunaga continua presa na penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo.

A cadeia é famosa por hospedar detentas que seriam alvo de violência em unidades tradicionais, como Suzane Von Richthofen, condenada por orquestrar o assassinato dos pais, e Anna Carolina Jatobá, presa por participar da morte de Isabella Nardoni.

No presídio, Elize recebe poucas visitas. Uma das únicas pessoas que visitam a detenta é sua tia Sueli, que também aparece no documentário da Netflix.

Ainda na penitenciária, Elize conheceu e se apaixonou por Tiago Neves, um homem trans de 23 anos. O detento foi autorizado a cumprir sua pena na cadeia feminina, mesmo com sua identidade de gênero, já que provavelmente sofreria violência física e sexual em unidades masculinas.

Tiago foi preso por tentar matar o avô, e sempre foi conhecido por fazer sucesso entre as detentas.

No documentário, Elize relata sua história traumática, e revela que o crime não foi premeditado, mas que ocorreu em uma discussão acalorada, na qual ela também teria sido agredida.

Embora alguns especialistas no caso de Elize Matsunaga tenham afirmado que a protagonista do documentário da Netflix teria recebido uma herança de R$ 900 mil de Marcos, não foi isso que aconteceu.

Elize foi deserdada, assim como Suzane Von Richthofen foi retirada do espólio dos pais.

Os R$ 900 mil obtidos pela detenta não fazem parte de uma herança, mas sim de um bem em propriedade dela e do falecido marido. Como os dois eram casados em comunhão parcial de bens, Elize tinha direito a receber metade do patrimônio adquirido durante a união.

Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime já está disponível na Netflix. A série conta com apenas 4 episódios.

Confira o trailer abaixo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio