Netflix pode manipular o Top 10, diz analista

Paul Dergarabedian disse à CNN que a lista é "um grande mistério"

Publicado em 7/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora a Netflix insista que seu Top 10 é completamente baseado nas visualizações de seus assinantes, há quem duvide disso. Uma dessas pessoas é Paul Dergarabedian, analista de mídia sênior da Comscore, que indicou que a Netflix pode na verdade manipular essa lista.

Em uma entrevista dada à CNN, o analista disse que, apesar do que todos acreditam, a Netflix está em posição de usar qualquer tipo de métrica que quiser para criar essa lista. A forma como o algoritmo desenvolve esse Top 10 é “um grande mistério”, segundo ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O analista acrescentou: “É genial de certa forma, porque faz as pessoas falarem e a lista certamente nunca é entediante.”

O mistério do Top 10

“A beleza da Netflix para assinantes é que há um suprimento infinito de filmes e séries e você já está pagando por uma verdadeira miscelânea de conteúdo, então por que não assistir a uma mistura eclética de filmes que você normalmente não paga para ver, mas pode estar curioso para conferir em casa?”

O analista também abordou por que tantos filmes e séries considerados péssimos aparecem no Top 10 da Netflix. Quanto a isso, ele acredita apenas que as pessoas aproveitam o anonimato do serviço de streaming para dar uma chance a essas produções.

“O manto do anonimato para os espectadores em casa é um poderoso motivador para se arriscar em um conteúdo que pode fornecer, talvez, uma experiência de prazer culposo”, finalizou ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio