O que aconteceu com filha de Elize Matsunaga após o crime

Menina de 10 anos vive com a família paterna, que não aceitou participar da série da Netflix

Publicado em 13/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No documentário Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crime, a detenta da penitenciária de Tremembé afirma que seu maior desejo é rever a filha – a qual não tem contato há pelo menos 8 anos. Na verdade, Elize afirma que sua intenção em participar da série da Netflix é contar a sua versão da história para a filha, que continua sendo criada pela família do pai.

A filha de Elize Matsunaga não tem nenhum tipo de contato com a mãe desde a prisão da assassina confessa em 2012. Na época do crime, a garota tinha apenas 1 ano e 7 meses.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na produção da Netflix, Elize afirma ter vivido um relacionamento abusivo com Marcos Matsunaga, que supostamente a agredia e humilhava psicologicamente.

Veja abaixo por onde anda a filha de Elize atualmente, e confira até quando a protagonista do documentário da Netflix deve continuar presa.

Por onde anda a filha de Elize Matsunaga?

A filha de Elize Matsunaga, que não teve o nome divulgado, tem atualmente 10 anos de idade.

Elize luta há vários anos para rever a menina, já que não tem nenhum tipo de contato com a filha por pelo menos 8 anos, não sendo autorizada nem mesmo a ver fotos da garota.

Hoje em dia, a menina vive com os avós paternos, pais de Marcos Matsunaga. A família Matsunaga não aceitou participar do documentário da Netflix, preferindo manter-se longe da tentativa de Elize de se reconectar com a filha.

Na verdade, de acordo com uma reportagem publicada pelo jornal O Globo, a família de Marcos entrou na Justiça com um processo de destituição de poder familiar.

Caso seja aprovada, a ação pode retirar o nome de Elize da certidão de nascimento da menina, impossibilitando qualquer chance de contato entre a detenta e a filha, mesmo após sua libertação da prisão.

A história de Elize, em busca do perdão da filha, é um dos principais temas do documentário Era Uma Vez um Crime, que também aborda as motivações da assassina confessa e o polêmico esquartejamento do cadáver.

De acordo com a apuração do O Globo, a criança não sabe do assassinato do pai pela mãe, sendo “blindada” de qualquer tipo de informação sobre o crime de Elize.

A menina de 10 anos chama os avós de pais, já que não tem memórias de Elize e Marcos.

Quando a filha de Elize tinha 7 anos, uma colega de escola teria contado a ela a história do assassinato de Marcos.

A revelação levou os avós da garota a trocarem a menina de colégio, matriculando-a com outro sobrenome.

Em seu julgamento inicial realizado em 2016 (quatro anos após o crime), Elize Matsunaga foi condenada a 18 anos e nove meses de prisão por homicídio qualificado.

No entanto, em 2019, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reduziu em dois anos e seis meses a pena de Elize, devido ao atenuante da confissão.

Ou seja, a pena de Elize é atualmente de 16 anos e três meses de prisão. Atualmente, a detenta está no regime semiaberto.

Como está presa desde 2012, Elize Matsunaga deve ser libertada oficialmente em 2028, daqui 7 anos.

O documentário Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crime está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio