Red de Lista Negra é inspirado em criminoso real

As temporadas da série de mistério estão disponíveis na Netflix

Publicado em 3/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Red, o protagonista de Lista Negra (The Blacklist), é inspirado em um criminoso da vida real. O personagem de James Spader se baseia no mafioso James Joseph “Whitey” Bulger, especialista em disfarces e identidades falsas.

Quando os showrunners de Lista Negra criaram a série, em 2013, tinham uma premissa bastante interessante em mente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A ideia do personagem de James Spader não veio do nada. Na verdade, os showrunners pensaram na seguinte possibilidade: ‘O que aconteceria se um homem como Whitey Bulger se entregasse para a polícia?’

O que começou com uma conversa se tornou uma série de 8 temporadas, extremamente popular no mundo todo.

O protagonista de Lista Negra na vida real

“A ideia sempre foi criar uma série sobre um bandido que prende outros bandidos. Tudo começou quando o Whitey Bulger foi encontrado. Na verdade, ele está sendo julgado em Boston”, comentou o showrunner John Eisendrath.

Whitey figurou na lista dos Maiores Fugitivos do FBI por cerca de 20 anos, antes de ser encontrado em Santa Monica.

“O que aconteceria se um homem como o Whitey se entregasse, e divulgasse os nomes de outros fugitivos de criminosos? Essa é a ideia da série”, afirmou o produtor.

Bulger se tornou um conhecido mafioso nos anos 70, principalmente por seu hábito de “caguetar” os rivais para a polícia e os agentes do Governo – não muito diferente da ação de Red em Lista Negra.

O mafioso e sua namorada conseguiram escapar do FBI anos depois, e ficaram mais de 20 anos na lista de mais procurados do serviço secreto.

Após ser preso e julgado, Bulger foi condenado à prisão perpétua pela morte de 11 pessoas, além de outros crimes.

O criminoso cumpriu sua sentença na Penitenciária Federal de Hazelton, Virginia, conhecida como uma das mais perigosas e violentas dos Estados Unidos.

Em 2018, a CBS reportou que Bulger havia sido espancado por outros prisioneiros, morrendo em decorrência dos ferimentos. Na época, o criminoso tinha 89 anos, e vivia confinado a uma cadeira de rodas.

O criminoso acabou assassinado por matadores da máfia, que não gostavam nada da fama de “X-9” do mafioso.

A morte de Bulger, que também era um informante do FBI, leva a história de Red a um outro patamar.

Em uma entrevista ao site Collider, um dos produtores da série afirmou que, ao pesquisar sobre a premissa de Bulger, precisou “pensar como um criminoso”.

“No episódio piloto, o Red diz para Liz que você tem que pensar como um criminoso. Acho que essa é uma das partes mais incríveis e divertidas de se trabalhar em uma série como essa. Você pode imaginar como um criminoso encararia essas situações”, comentou o produtor.

Temporadas de Lista Negra estão disponíveis na Netflix e Globoplay.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio