Sex/Life populariza posição sexual e especialista diz que “é uma das melhores”

Sexólogos comentam um dos momentos mais quentes da 1ª temporada na Netflix

Publicado em 13/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se você já maratonou a série Sex/Life na Netflix, provavelmente já conhece o termo “técnica de alinhamento de coito”. A técnica aparece no quinto episódio da série, e é descrita pela protagonista Billie como “a mais perfeita conexão”.

Mas afinal de contas, a técnica funciona mesmo na vida real? Ou o momento foi apenas uma criação da produção da Netflix.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com especialistas consultados pelo site MamaMia, a posição realmente existe, e pode proporcionar uma enorme quantidade de prazer para os envolvidos.

Veja abaixo tudo que você precisa saber sobre a posição sexual e como repetí-la em casa.

A posição perfeita de Sex/Life

“A posição CAT, como é normalmente chamada, é ótima para pessoas que têm vulva, pois promove tanto o estímulo externo do clitóris e a penetração interna, tudo na mesma técnica”, afirma a sexóloga Chantelle Otten, do podcast Sealed Section.

É difícil explicar exatamente como a posição pode ser feita, mas vamos tentar.

Cam Fraser, outro sexólogo, descreve a CAT como “uma versão modificada da posição papai e mamãe”. A ênfase é no termo “modificada”, já que as duas posições contam com aspectos bastante diferentes.

O objetivo é aumentar o prazer por meio “do estímulo consistente ao clitóris pelo parceiro que realiza a penetração, posicionando-se de maneira mais alta”.

Como explica Cam, essa técnica resulta na púbis do parceiro que penetra pressionando diretamente contra o clitóris.

Então, o parceiro penetrativo deita no topo da pessoa que recebe, inserindo o pênis (ou outra coisa) na vulva e, então, levantando a pélvis para que o monte pubiano pressione diretamente o clitóris.

Assim que o casal atinge a posição correta descrita acima, é hora de praticar um bom nível de movimento.

“Para um efeito mais prazeroso, o parceiro precisa esfregar ao invés realizar movimentos de penetração em um ritmo mais consistente. A manobra deve ser liderada pela pessoa que recebe, deitada, sendo um movimento ascendente para ela e descendente para o outro parceiro”, comenta Chantelle.

Ou seja, é uma manobra bastante complicada, e precisa de prática de ambos os envolvidos.

“Essa posição pode parecer desconfortável e estranha no início. Mas com paciência e experimentação, tudo acaba funcionando”, comentou o sexólogo.

No final da entrevista, os especialistas consultados afirmam que ninguém precisa especificamente de um pênis para praticar a posição de Sex/Life.

“A técnica é usualmente referida como algo que só acontece em sexo penetrativo. Mas também pode ser atingida com os acessórios corretos, como um travesseiro para posicionar a pélvis e a ação de um vibrador ou dildo”, como explica Chantelle.

A primeira temporada de Sex/Life está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio