As mentiras que The Crown conta para espectadores

Série da realeza conta com pontos de ficção na Netflix

Publicado em 29/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

The Crown é conhecida pela extensa pesquisa histórica realizada pelos criadores, que tentam pautar a maioria das tramas em eventos da vida real. No entanto, para uma maior fluidez narrativa, alguns aspectos da história da Rainha da Inglaterra foram modificados ou inventados.

A quarta temporada da série encantou ainda mais os fãs ao mostrar a relação da Rainha com a Princesa Diana e a então Primeira-Ministra do Reino Unido, Margaret Thatcher.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas afinal de contas, o que é verdade e o que é ficção na quarta temporada de The Crown?

Confira abaixo as principais criações fictícias dos novos episódios da série da Netflix.

Elizabeth e Margaret

No segundo episódio da nova temporada de The Crown, a recém eleita Primeira Ministra Margaret Thatcher é convidada para passar um fim de semana com a Família Real no Castelo de Balmoral. A série dá a entender que Thatcher não foi bem tratada pela Rainha, passando por vários “testes” durante a visita.

De acordo com Hugo Vickers, especialista na Família Real, a relação entre a Rainha Elizabeth e Thatcher era bem mais tranquila.

“A Rainha sempre fez o possível para se dar bem com todos os Primeiros Ministros. As duas não eram melhores amigas, mas tinham um relacionamento amigável”, afirmou o historiador.

Diana

O Príncipe Charles conhece Diana Spencer no primeiro episódio da quarta temporada. A futura Princesa se apresenta enquanto Charles ainda namorava sua irmã, Lady Sarah.

Diana tenta passar despercebida, e a série diz nas entrelinhas que Charles nunca a conheceria se ela não tivesse se apresentado.

“A Diana sempre frequentava Sandrigham, em Park House, então estava próxima à Família Real. Sendo assim, os dois provavelmente já se conheciam nessa época”, contou Vickers.

Etiqueta real

Em The Crown, quando Charles cumprimenta a Rainha, ele faz uma pequena reverência. Na vida real, segundo Vickers, o Príncipe sempre dá dois beijos na bochecha na mãe quando a encontra.

O historiador também afirma que Diana provavelmente não teria problemas para lidar com a etiqueta real, e que não precisaria de treinamento, já que cresceu em uma família de nobres, acostumados com o protocolo real.

Dissolução do parlamento

Em meio à maior crise de seu mandato como Primeira Ministra, Margaret Thatcher tenta salvar a própria pele ao pedir à Rainha a dissolução do parlamento. Elizabeth nega a proposta, e Hugo Vickers afirma que a conversa nunca aconteceu.

“Essa realmente foi uma bobagem inventada! Nunca aconteceu. Os ministros e o parlamento estavam contra Thatcher, mas ela ainda contava com o apoio de parte do povo”, confirmou Vickers.

O affair

Uma das partes mais escandalosas da quarta temporada de The Crown é o affair entre Charles e Camilla Parker-Bowles, que aconteceu antes e durante o casamento do Príncipe com Diana. De acordo com Vickers, no entanto, a história da traição é bem mais complicada do que a trama da série.

“A série caracteriza o Charles como um homem fraco e maldoso, sempre gritando com a Diana. The Crown, por outro lado, não mostra os grandes surtos da Diana e os comportamentos inadequados da Princesa. É uma visão maniqueísta, com vilões e heróis definidos”, conta o especialista na Família Real.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio