Vingança Sabor Cereja consegue ser mais bizarra que livro original

Série da Netflix trouxe algumas mudanças que tornaram a história ainda mais estranha

Publicado em 15/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contém spoilers

Vingança Sabor Cereja, uma adaptação do romance cult de terror de Todd Grimson de 1996, chegou à Netflix. E acredite se quiser: a série consegue ser ainda mais bizarra que o livro original, que já era bem estranho por si só.

Tanto a série quanto o livro acompanham as provações e sofrimentos sobrenaturais de uma cineasta promissora na Los Angeles dos anos 90, mas além da premissa inicial, a série e seu material de origem são muito diferentes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ficou curioso? Continue lendo para saber mais sobre as mudanças que tornaram Vingança Sabor Cereja ainda mais bizarra que o livro original (via Slate).

Uma trama ainda mais maluca

Interpretada por Rosa Salazar, a personagem principal, Lisa Nova, possui uma jornada um pouco mais direta na série.

No livro, ela passa mais tempo em Los Angeles até que sua história mude de direção, mas em compensação, a série traz alguns detalhes curiosos para trabalhar a ideia de “garota nova na cidade”: o apartamento decrépito para o qual ela vai, por exemplo, não aparece no livro, e ela não se sente tão deslocada das outras celebridades no material original.

O que Vingança Sabor Cereja também faz é dar mais importância e desenvolvimento para personagens menores do livro. Um desses personagens é o produtor Lou Burke, interpretado por Eric Lange.

Toda a primeira temporada da série é focada na vingança de Nova contra Burke, que roubou a autoria de seu projeto de cinema, e nas loucuras que se seguem. Enquanto também há bastante loucura no livro, o produtor é apenas uma figura secundária que não representa um desafio tão grande para a história.

Interpretado por Jeff Ward, o ator Roy Hardaway serve como o interesse amoroso da personagem principal em Vingança Sabor Cereja, mas ele é uma figura bem menos agradável no livro.

No material original, o ator se torna doentiamente obcecado pela jovem, o que o leva a um destino bastante inusitado, mas até o momento a série não seguiu esse caminho.

Outra mudança muito interessante gira em torno de Boro, a feiticeira interpretada por Catherine Keener. A série estabelece que ela era um homem pré-colombiano que, em um ponto, trocou de corpo, mas no livro, Boro é um homem o tempo todo.

Boro só descobre que pode trocar de corpo no final do livro, mas na série, isso foi feito por séculos. Isso significa que todas as subtramas de troca de corpo foram inventadas para a série.

Vale destacar ainda que Mary Gray (interpretada por Siena Werber), a azarada estrela do curta-metragem de Lisa Nova, não existe no livro. Ela foi criada para a série por um motivo lógico: o curta também não existe.

A primeira temporada de Vingança Sabor Cereja cobre apenas 20% do livro original, então ainda há bastante história a ser contada caso a série seja renovada para uma segunda temporada. Sem grandes revelações, mas a história fica ainda mais estranha a partir daqui.

A primeira temporada de Vingança Sabor Cereja está agora disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio