Publicidade

Vilão icônico

Netflix muda origem do Esqueleto em nova série do He-Man

Embora possa causar estranhamento, não é totalmente sem fundamento

Publicado por Victor Carvalho

17/09/2021 07:30

Contém spoilers

He-Man e os Mestres do Universo, nova série animada em CGI da Netflix, dá uma nova origem ao Esqueleto. Mas, secretamente, ela não é tão “nova” assim.

Na nova versão de He-Man e os Mestres do Universo, a origem de Esqueleto revela que ele é, na verdade, ninguém menos que o antigo Príncipe Keldor.

O irmão mais novo do Rei Randor de Eternia, Keldor é tio do Príncipe Adam (via Comic Book Resources).

Isso muda toda a dinâmica entre Esqueleto e He-Man, já que é óbvio desde o início que os dois compartilham um vínculo familiar.

Uma nova origem – que não é tão nova

Essa mudança pode parecer surpreendente para alguns fãs do desenho original, mas na verdade não é totalmente sem fundamento. Uma ideia semelhante se desenrolou na história em quadrinhos “The Search for Keldor”, de 1987.

A história gira em torno da tentativa do Rei Randor de descobrir o que aconteceu com seu irmão Keldor, que desapareceu após tentar dominar a magia.

Esqueleto jura parar a busca, acreditando que a verdade por trás de Keldor poderia destruí-lo.

A luta que se seguiu com He-Man permite que Esqueleto evite a abertura de uma porta dimensional, o que mantém o destino de Keldor em segredo por pelo menos mais um tempo.

A indicação clara era que o próprio Esqueleto era Keldor. Um conceito parecido foi adaptado na versão de He-Man e os Mestres do Universo de 2002, mas essa série animada removeu a conexão com Rei Randor.

Dessa forma, embora a “mudança” possa causar estranhamento em parte do público, a nova série animada da Netflix respeitou uma parte bastante esquecida do cânone da franquia. Uma decisão criativa bem inteligente.

He-Man e os Mestres do Universo está agora disponível na Netflix.

Publicidade