Netflix renova polêmico reality show para a 2ª temporada

Minha Vida Nada Ortodoxa foi bastante criticada por grupos de judeus tradicionais

Publicado em 23/09/2021 18:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após uma grande polêmica que envolveu até mesmo acusações de antissemitismo, a Netflix renovou o reality show Minha Vida Nada Ortodoxa para a 2ª temporada. O programa estreou originalmente na plataforma em julho de 2021, e embora tenha feito sucesso com os fãs, provocou uma enorme controvérsia por sua temática inusitada.

Minha Vida Nada Ortodoxa é uma produção documental que acompanha a rotina da mulher de negócios Julia Haart. A fashionista é uma ex-integrante de uma comunidade judaica ultra-ortodoxa, que se tornou a CEO da empresa Elite World Group.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A minha missão é revolucionar a indústria de dentro para fora, enquanto ajudo os meus filhos a conciliar suas infâncias ortodoxas com o mundo moderno”, comenta a protagonista.

Veja abaixo tudo que você precisa saber sobre a renovação de Minha Vida Nada Ortodoxa para a 2ª temporada e a polêmica que aconteceu com o lançamento da série.

Minha Vida Nada Ortodoxa – 2ª temporada confirmada

A Netflix confirmou a renovação de Minha Vida Nada Ortodoxa em 22 de setembro de 2021, dois meses após a estreia da série na plataforma.

Além de focar na trajetória da empresária Julia Haart, a série aborda também a relação da mulher de negócios com o segundo marido Silvio Scaglia Haart e seus quatro filhos – Batsheva, Shlomo, Miriam e Aron.

O difícil diálogo entre a rotina da família no agito de Nova York contrasta completamente com a comunidade religiosa em que Julia cresceu, o que traz grandes debates para a produção documental.

“Na 2ª temporada de Minha Vida Nada Ortodoxa, fãs podem esperar por mais moda, mais família, mais empoderamento feminino, fé, luxo e, é claro, os Haart”, afirmou a plataforma no anúncio da revelação, que foi divulgado pelo site Deadline.

A polêmica de Minha Vida Nada Ortodoxa

Na época de seu lançamento, Minha Vida Nada Ortodoxa foi bastante criticada pela maneira como aborda as tradições das comunidades judaicas tradicionais. A caracterização, segundo especialistas, veio carregada de estereótipos negativos e mentiras.

Em uma entrevista ao site The Jerusalem Post, Sarah Izkovitz, que também cresceu em uma comunidade judaica ultra-ortodoxa, falou sobre a caracterização da cultura na nova série da Netflix.

“Cada uma tem a sua experiência, mas eu também frequentei Bais Yaakov, e posso dizer que as afirmações de Haart, que diz que as mulheres não são livres para se tornarem o que quiserem, não são verdadeiras”, comentou a entrevistada.

Devorah Kigel, uma educadora ortodoxa que analisa o papel da mulher no judaísmo, também condenou a temática da série.

“Essa série, em particular, é bastante forçada. O que me frustra é o fato dela não ter sido sincera sobre suas experiências. Ela deliberadamente fabricou detalhes de sua vida, e em uma plataforma tão grande como a Netflix, isso é um grande problema”, comentou a especialista.

Em meio à controvérsia, a jornalista Alexandra Flesshe começou uma hashtag que incentiva mulheres de cultura judaico-ortodoxa a compartilhar os verdadeiros detalhes de suas vidas.

“Minha Vida Não Ortodoxa é uma piada. Essa mulher se casou com um bilionário e se tornou CEO de várias empresas. 99% das pessoas que deixam as comunidades ortodoxas, sofrem muito. Essa série não é de verdade”, comentou uma internauta no Twitter.

A primeira temporada de Minha Vida Nada Ortodoxa está disponível na Netflix. A plataforma ainda não divulgou a data de estreia do segundo ano. Veja abaixo o trailer da série.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio