Os 10 cancelamentos mais burros da Netflix

The OA, O Legado de Júpiter, Mindhunter e as piores decisões da plataforma

Publicado em 07/09/2021 18:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Decidir se renova ou cancela suas séries é uma das tarefas mais polêmicas da Netflix. Qualquer que seja a decisão da plataforma, parte dos assinantes sempre ficará decepcionada. Na maioria das vezes, o streaming analisa principalmente a audiência das produções para bater o martelo – o que acabou levando a cancelamentos extremamente “burros”.

Por diversas vezes, a Netflix acabou cancelando séries que tinham uma considerável base de fãs. Esses desfechos inesperados deixaram assinantes completamente revoltados, causaram boicotes e envolveram a plataforma em inúmeras polêmicas nas redes sociais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, muitos fãs protestam pelo fato da Netflix cancelar séries de ótima qualidade e renovar produções vistas como medíocres, mas que contam com grande audiência.

O site TVLine revelou os 10 cancelamentos mais problemáticos, desnecessários ou simplesmente burros da Netflix; confira abaixo.

Everything Sucks!

O cancelamento de Everything Sucks foi com certeza uma surpresa para fãs e críticos. A série acompanhava um grupo de adolescentes lidando com temas de crescimento, sexualidade e saúde mental na pequena cidade de Boring, Oregon, nos anos 90. A produção foi extremamente elogiada por seu humor sutil e tom sensível, porém toda essa sutileza não foi suficiente para a produção de uma segunda temporada.

Everything Sucks! Contou com uma boa audiência no início, mas poucas pessoas completaram a temporada”, afirmou a Netflix em sua justificativa do cancelamento.

GLOW

Com 3 temporadas lançadas, GLOW é uma das produções mais interessantes da Netflix. A dramédia conta a história das “Belas Mulheres da Luta-Livre”, um grupo de desajustadas que encontra em um programa de luta-livre uma chance de recomeçar e produzir algo divertido e importante.

O cancelamento da série pegou muitos fãs de surpresa, já que a produção já havia sido renovada para um quarto e último ano. No entanto, devido aos custos de produção e atrasos com a pandemia de Covid-19, GLOW terminou sem seu desfecho definitivo.

I Am Not Okay With This

I Am Not Okay With This acompanha a história de de Sydney, uma adolescente que navega pelas dificuldades, alegrias, mudanças e problemas desta época tão complicada do desenvolvimento humano. Além de enfrentar as contradições típicas de qualquer adolescente normal, Sydney tem que lidar também com super poderes que chegam de uma hora para a outra e crescem cada vez mais.

Diferentemente de outros itens da lista, a Netflix não cancelou I Am Not Okay With This por baixa audiência. Em seu comunicado oficial, a plataforma justificou o fim antecipado da série por “circunstâncias criadas pela Covid-19”.

O Legado de Júpiter

O cancelamento de O Legado de Júpiter foi uma das decisões mais chocantes da plataforma, já que a série era uma das principais apostas da Netflix para 2021. O streaming optou por não produzir uma segunda temporada da série de heróis, mesmo após investir cerca de 200 milhões de dólares na produção com Josh Duhamel e Leslie Bibb.

A série baseada nas HQs de Mark Millar e Frank Quitely foi cancelada em menos de um mês após seu lançamento. A Netflix decidiu dar cabo da produção por sua baixa audiência. Mas o universo da série deve continuar vivo com o lançamento de Supercrooks.

Mindhunter

Mindhunter é uma série baseada na vida real, acompanhando a criação dos perfis psicológicos de serial killers por agentes do FBI. A trama fez muito sucesso com público, crítica especializada e fãs de histórias de crimes. A produção de David Fincher contou com duas temporadas, e acabou cancelada pela Netflix por seu alto custo de produção.

Mindhunter é uma série cara, principalmente se levarmos em conta sua audiência. Eu não conseguiria produzir a terceira temporada por um valor menor que a segunda. Temos que ser realistas na questão do dinheiro”, afirmou Fincher.

The OA

O cancelamento de The OA foi um dos mais dolorosos da Netflix, e provocou reações inflamadas de fãs e críticos. Campanhas de salvamento foram criadas e alguns espectadores até iniciaram greves de fome. Um grupo de espectadores chegou a comprar um outdoor na Times Square para pedir a renovação da série, mas nem esses esforços conseguiram fazer a Netflix mudar de ideia.

Quando fiquei sabendo do cancelamento, chorei muito. Um dos executivos da Netflix, que estava conosco desde os primeiros dias da série, também chorou”, comentou a criadora Brit Marling.

One Day at a Time

O cancelamento de One Day at a Time causou uma verdadeira onda de reclamações e protestos nas redes sociais. A sitcom era extremamente elogiada pela crítica, e vista como um passo positivo para a representatividade e diversidade nas séries da plataforma.

Contando com a presença da lendária Rita Moreno (Amor, Sublime Amor), One Day at a Time não contava com um grande custo de produção e parecia ressonar com muitos fãs. Após o cancelamento da série pela Netflix, a sitcom ganhou uma nova chance no canal PopTV.

Sense8

Sense8 talvez foi a primeira indicação da inflexibilidade da Netflix em relação ao cancelamento de suas séries. A primeira temporada da série das irmãs Wachowski foi lançada em 2015, e acumulou elogios dos críticos por seu elenco multinacional, representatividade LGBTQ, fotografia e condução da trama. A série contou também com um especial de Natal, lançado em 2016 e uma segunda temporada em 2017.

Porém, logo após o lançamento do episódio especial, a Netflix anunciou o cancelamento da série, para ira dos fãs, já que a segunda temporada havia terminado com um gancho para os próximos episódios. Após a reação negativa dos fãs, a plataforma decidiu produzir um último episódio, lançado em 2018, com a conclusão definitiva da trama.

The Society

The Society conquistou os fãs da Netflix com uma trama bastante criativa, principalmente por se tratar de uma série teen. A produção apresenta elementos do livro “The Lord of the Flies”, e conseguiu angariar uma boa base de fãs na plataforma, o que garantiu a renovação da série para a segunda temporada.

No entanto, em meio à pandemia de Covid-19, a Netflix mudou de ideia e decidiu cancelar The Society. Fãs protestaram, mas também não conseguiram mudar a decisão da plataforma.

Caçadoras de Recompensas

A série acompanha a história das irmãs gêmeas Sterling e Blair Wesley, que se tornam Caçadoras de Recompensas depois de arruinarem o caminhão da família. As protagonistas embarcam numa jornada em busca de um perigoso criminoso chamado Bowser Simmons, repleta de reviravoltas e momentos impactantes.

Embora a série tenha sido elogiada pela crítica especializada, a Netflix decidiu não produzir uma segunda temporada. Como a primeira temporada termina com um final em aberto, a produção teen acaba sem um desfecho definitivo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio