Publicidade

Finalmente

Após uma década, The Walking Dead tem plano para acabar com apocalipse zumbi

Série derivada apresentou uma ideia que pode funcionar

Publicado por Victor Carvalho

12/10/2021 10:30

Contém spoilers

The Walking Dead: Um Novo Universo trouxe informações sobre o plano crescente da CRM para acabar com o apocalipse zumbi.

Uma década após a eclosão global do vírus zumbi que transforma os infectados em mortos-vivos, o brilhante bioquímico e geneticista Dr. Leo Bennett (Joe Holt) trabalha para a cura em um centro de pesquisa da CRM no estado de Nova York.

No segundo episódio da segunda temporada de The Walking Dead: Um Novo Universo, é revelado que a pesquisa de Bennett envolve infectar os mortos com cepas de fungos que crescem em carne necrótica (via Comic Book).

Ele postula: “É concebível se pudermos modificar um fungo existente, então poderemos um dia acelerar a taxa de decomposição dos mortos, virtualmente neutralizando-os como uma ameaça móvel ativa.”

Se a CRM puder neutralizar os mortos-vivos, é possível que um “abate em massa” possa limpar estados inteiros de zumbis.

Com o tempo, é previsto um futuro em que os vivos recuperarão o mundo dos mortos, mas ainda há de ser visto se esse plano realmente irá funcionar.

Mais sobre The Walking Dead: Um Novo Universo

The Walking Dead: Um Novo Universo é uma série de terror e drama criada por Scott M. Gimple e Matthew Negrete que estreou em outubro de 2020.

É uma série derivada de The Walking Dead, que é baseada na série de quadrinhos de mesmo nome, de Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard, e é a terceira série de televisão da franquia The Walking Dead.

A segunda temporada de The Walking Dead: Um Novo Universo está em andamento e deve ser a última da série derivada.

No Brasil, a série é exibida pela AMC Brasil, mas também está disponível no Amazon Prime Video.

Publicidade