As séries mais brutais da Netflix para quem amou Round 6

Alice In Borderland, Sweet Home, Slasher e várias outras

Publicado em 02/10/2021 19:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Round 6 estreou na Netflix em 17 de setembro, e não demorou para se tornar um verdadeiro fenômeno mundial. Além de dominar o Top 10 internacional da plataforma, e estabelecer-se como a série mais assistida em inúmeros países, a produção sul-coreana chamou a atenção para outros excelentes projetos da Netflix. Listamos abaixo 7 séries perfeitas para quem já maratonou Round 6: produções violentas e cheias de reviravoltas.

Em Round 6, um homem misterioso oferece um cartão com um telefone de 8 dígitos para o protagonista Seong Gi-hun e outras pessoas desesperadas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele instrui os personagens a ligar para o telefone e participar de um jogo fatal – no qual os concorrentes apostam as próprias vidas em troca de um prêmio bilionário.

Veja abaixo as melhores séries violentas da Netflix que têm tudo para conquistar os fãs de Round 6.

Alice in Borderland

Entre as séries da Netflix, Alice in Borderland é a mais parecida com Round 6. Assim como a produção sul-coreana, a série tem jogos mortais no centro de sua trama, embora os aborde em um cenário pós-apocalíptico. Baseada em um mangá, a série japonesa estreou na plataforma no final de 2020, e não demorou para ser renovada para a 2ª temporada.

Após um misterioso incidente fazer quase todas as pessoas de Tóquio desaparecerem, o protagonista Ryohei Arisu e seus melhores amigos são obrigados a participar de terríveis jogos com consequências de vida ou morte.

Sweet Home

Sweet Home é outra produção sul-coreana marcada por cenas de extrema violência e brutalidade total. A série é baseada em uma HQ online criada por Kim Kan-bi e Hwang Young-chan e foca na história do jovem Cha Hyun-soo. O protagonista perde a família toda em um trágico acidente e se muda para um novo apartamento para começar uma nova vida.

As intenções do personagem são rapidamente frustradas após o anúncio da disseminação de um novo misterioso vírus. Sweet Home revela que o vírus transforma as pessoas em monstros baseados em seus desejos pessoais. Em seu complexo de apartamentos, Cha é forçado a descobrir quais dos vizinhos são monstros e quais ainda mantém a consciência humana.

Slasher

Slasher é para quem gosta de histórias com uma boa dose de sangue e violência. Inspirada em filmes no estilo de Sexta Feira 13 e Halloween, a antologia sempre acompanha um assassino mascarado em cada temporada, respectivamente: “The Executioner”, “Guilty Party” e “Solstice”.

A produção canadense não tem medo de chocar o público com algumas das mortes mais criativas da TV. As temporadas não tem ligação entre si, e podem ser vistas separadamente ou em conjunto, não importando a ordem.

Vingança Sabor Cereja

Criada por Nick Antosca e Lenore Zion, baseada no livro de mesmo nome, Vingança Sabor Cereja estreou na Netflix em agosto de 2021, e conquistou fãs com seu impressionante estilo visual e violência psicodélica. Diferente de outros itens desta lista, a produção de terror traz as cenas de brutalidade com uma elegância desconcertante.

Marcada por uma vibrante paleta de cores – à lá Suspiria de Dario Argento – Vingança Sabor Cereja conta a história Lisa Nova, uma jovem aspirante a cineasta, que se muda para Los Angeles em busca de seu novo projeto. No entanto, o que deveria ser a mudança dos sonhos acaba se tornando um verdadeiro pesadelo, com zumbis, maldições, assassinos profissionais e muito mais.

Trese

Se você gosta de séries violentas e aprecia o estilo visual dos animes, Trese é a opção perfeita. A série é baseada em uma HQ das Filipinas, produzida por Budjette Tan e Kajo Baldisimo, e fez grande sucesso na Netflix com sua trama sobrenatural e impressionante elenco de vozes.

“Em Manila, onde forças sobrenaturais dominam o mundo dos criminosos, o dever de Alexandra Trese é manter a paz – mas uma tempestade se aproxima”, afirma a sinopse da produção. O anime de 6 episódios traz uma trama baseada no folclore filipino, na qual uma detetive enfrenta o submundo dos criminosos, repleto de criaturas malévolas que se disfarçam entre os humanos.

Kingdom

Também produzida na Coreia do Sul, Kingdom transporta a ação, o terror e a violência para a era medieval. Chamada de “The Walking Dead” coreano por muita gente, a produção supera o nível de tensão da série americana. Um dos principais trunfos de Kingdom se encontra em seus personagens, carismáticos e interessantes.

“O Rei falecido volta à vida, e uma praga misteriosa começa a se espalhar. O Príncipe precisa enfrentar inimigos terríveis para descobrir um misterioso esquema e salvar seu povo”, afirma a sinopse oficial. A série já conta com 2 temporadas e um filme-prólogo na Netflix (Ashin of the Dead).

O Detento

Ambientada no mundo dos cartéis de drogas, O Detento não é para os fracos de coração. A série americana – mas com a trama contada em espanhol – é recomendada apenas para maiores de 18 anos, principalmente por seu alto nível de violência.

O Detento acompanha a história de Lázaro Mendoza, um ex-fuzileiro americano que entra em La Rotunda, uma prisão mexicana de segurança máxima, sob a identidade falsa de Dante Pardo. Sua missão? Se infiltrar em uma perigosa facção de prisioneiros que opera dentro da prisão e é formada pelos principais suspeitos da filha adolescente de um juiz americano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio