Publicidade

Polêmica

Ex-Batwoman, Ruby Rose revela graves acidentes, ameaças e abusos na série da DC

Atriz usou rede social para fazer uma série de graves alegações sobre condições de trabalho na produção do Arrowverso

Publicado por Bruno Tomé

20/10/2021 08:45

Ruby Rose, a primeira Batwoman do Arrowverso, fez alegações contra a produção da DC e os principais nomes de executivos da série e da emissora CW. No Instagram, a atriz afirma que o set do seriado teve graves acidentes por negligência da própria produção, além de ameaças e abusos.

Após a primeira temporada da série, Ruby Rose surpreendeu a todos ao abandonar o papel. Batwoman continuou com a atriz Javicia Leslie e está indo para terceira temporada no Arrowverso.

Agora, no Instagram, a ex-Batwoman revelou os motivos que a fizeram abandonar a produção da DC. A saída envolve uma grave lesão no pescoço, o que a fez passar por uma cirurgia complicada, e também gravações obrigatórias durante o ponto mais perigoso da pandemia.

Nas publicações, a atriz relata colegas sofrendo acidentes envolvendo queimaduras de terceiro grau e até comportamento abusivo no set por parte de uma estrela da série da DC.

Como mostrou nos Stories da rede social, a atriz também faz alegações contra a showrunner Caroline Dries, o ex-presidente da Warner Bros TV Peter Roth, e os produtores Greg Berlanti (chefe do Arrowverso) e Sarah Schechter.

A primeira acusação é contra Roth, que teria negado tratamento correto para Ruby Rose após lesões no set. A ex-Batwoman diz ainda que o executivo contratou uma investigadora particular para tentar criar uma “narrativa” contra a artista.

“Isso foi diagnosticado anos atrás no set, mas se eu fizesse um raio-x, ‘nós não terminaríamos o dia’. Eu comecei a documentar isso. Eu tenho documentos para fazer uma hora de documentário. Me diga o que você quer que eu compartilhe, o pescoço quebrado, as costelas quebradas ou tumor?”, escreveu Ruby Rose, mostrando imagens de exames.

Após a alegação, a atriz, que também esteve em John Wick, contou que foi obrigada a voltar apenas 10 dias depois de uma cirurgia de risco. Roth teria ameaçado Ruby Rose.

“10 dias ou todo mundo seria demitido e eu decepcionaria todo mundo porque Peter Roth disse que não iria escalar outra pessoa e o estúdio perderia milhões (por me lesionar no set dele)”, completou a famosa.

Confira abaixo as publicações.

Ruby Rose nunca mais quer voltar para Batwoman

As alegações da atriz continuaram em outras ações relacionadas ao seriado. Ruby Rose detalha ter sofrido um grande corte no pagamento para “estar num projeto dos sonhos” e disse que não participou de uma edição da Comic-Con porque o estúdio não quis mudar o cronograma.

Além disso, a ausência por conta das lesões precisou ser explicada pela atriz em vídeo – que afirmou ter sido obrigada a gravar e ainda esconder as cicatrizes na gravação.

“Então, meus amados fãs, parem de me perguntar se voltarei um dia para aquela série horrível. Eu não volto nem por qualquer quantia em dinheiro ou se colocarem uma arma na minha cabeça. Eu não me demiti. Eles destruíram Kate Kane e arruinaram a Batwoman, não fui eu. Se eu quisesse ficar, eu teria que abrir mão dos meus direitos. Ameaças, táticas de bullying ou chantagem não vão me parar”, destacou a ex-atriz da DC.

Em uma sequência de relatos, Ruby Rose destacou diversos momentos graves que aconteceram no set.

“Um colega teve uma queimadura de terceiro grau por todo corpo e ninguém nos deu terapia por ver a pele dele cair, mas fui a única a enviar flores e cartões, e então tivemos que fazer uma cena de sexo sem nos darem dois minutos para processar isso. Nós perdemos dois dublês e eu cortei meu rosto tão perto do olho que quase fiquei cega”, continuou.

“Uma mulher foi deixada tetraplégica e eles tentaram culpá-la por estar no telefone”, contou Ruby Rose, lembrando que essa colega é uma assistente de gravação que precisava do telefone para trabalhar.

O acidente teria ocorrido porque Batwoman teria sido obrigada a trabalhar durante a pandemia. Nesse ponto, a atriz acusou a showrunner Caroline Dries de não querer parar o seriado, enquanto outras produções da CW como The Flash, Supergirl e Riverdale tinham feito uma pausa por conta do coronavírus.

Batwoman só teria sido interrompida por ordens governamentais. A ex-estrela do Arrowverso comentou ainda que Dries apareceu apenas “4 ou 5 vezes no set” durante toda temporada e não tomou qualquer atitude sobre todos os problemas.

Ruby Rose também relatou que apenas brigou no set porque queria segurança para todos. A atriz ainda diz que membros da maquiagem acabaram hospitalizados.

Por fim, a ex-Batwoman acusou o colega Dougray Scott de machucar uma dublê e de ter se tornado um dos protagonistas após “abusar de mulheres”.

Os envolvidos nas alegações de Ruby Rose ainda não se pronunciaram, bem como a produção de Batwoman. Confira abaixo o restante das publicações.

Publicidade